Tempo de Estudar, Tempo de Brincar: Um Estudo do Lazer na Formação do Professor de Educação Física

Por: .

2007 30/11/2007

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa tem por fim compreender como são vividos o tempo de estudo e o tempo de brincar no cotidiano do acadêmico de Educação Física da UFMT. Qual a influência do lazer na formação do acadêmico de Educação Física? E como ele ocupa o tempo de estudar e o tempo de brincar durante esse processo? Foram estas as questões norteadoras do estudo. Analisar, na Faculdade de Educação Física, as atividades lúdicas dos acadêmicos como parte de sua capacitação, bem como identificar a ocupação do tempo livre e o lazer na sua formação, foram os objetivos principais deste trabalho. Desse modo, atenção foi dada ao cotidiano de doze sujeitos assim distribuídos: 1 do segundo semestre, 2 do quarto semestre, 3 do quinto semestre, 4 do sexto semestre e 2 do sétimo semestre. A interseção entre o tempo de estudar e o tempo de brincar, bem como a utilização e o significado do lazer na formação desses acadêmicos, foram de grande relevância. A fundamentação desta pesquisa teve por base estudiosos que discutem a temática do lazer, como Dumazedier (1975, 1994a:1994b), Camargo (1998; 2003), Elias e Dunning (1992), Maffesoli (1987; 2005), Russell (2002) e De Masi (2000; 2001). A pesquisa utilizada foi a qualitativa nos moldes de uma pesquisa etnográfica, através da observação direta dos acadêmicos em sala de aula, nos corredores, no ginásio, além de entrevistas semi-estruturadas, previamente organizadas por um roteiro de questões acerca da ludicidade e seu papel na formação desses alunos. Os dados foram analisados de acordo com a recomendação de Pope e Mays (2005), que permitiu desvelar cinco categorias: 1) O significado do brincar na formação do acadêmico; 2) O lúdico na formação: entre roubos e seqüestros; 3) O bem e o mal: formas de perceber o tempo de estudo; 4) Entre o tempo de estudar e o de brincar: a vivência dos acadêmicos; 5) Subsídios necessários para a realização do brincar no processo de formação. Isso revelou a ludicidade presente no tempo e espaço de estudar e brincar do acadêmico de educação física, aliada ao tempo de estudo e ao tempo de brincar, ou seja, os dois estão ligados pelo Homo ludens que habita nossos corpos, sempre a aflorar a ludicidade e o prazer inerentes aos seres humanos.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.