Tempo Livre e Escola: Uma Analise das Interações de Escolares

Por: Dazio do Monte Cunha, , e Michele Tavares da Silva.

Corpus Et Scientia - v.8 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Resumo

A escola é um ambiente onde a criança inicia seu processo de sociabilidade com outras crianças, fora do círculo familiar. Nesse novo espaço são partilhados valores e culturas em diferentes momentos e espaços do cotidiano escolar, onde o recreio é um deles, que é entendido como um momento de ‘tempo livre’. Esses espaços são entendidos pela comunidade escolar como momentos onde os alunos sentem-se mais à vontade para se expressar e trocar experiências, por possuir uma supervisão menos rigorosa. O objetivo deste artigo é analisar as tensões no tempo livre em uma escola particular do Rio de Janeiro. A metodologia utilizada foi a observação participante. Observamos os tempos livres no colégio São Bernardo uma escola particular da zona Norte, subúrbio do Rio de Janeiro. Três categorias foram identificadas a partir de nossas observações: a divisão dos espaços e interação dos grupos; as brincadeiras de meninos e de meninas; e os dilemas sobre inclusão. Verificamos que os tempos livres escondem um mecanismo coercitivo de violência simbólica que limitam a fruição corporal de meninos e meninas. Entretanto observamos que existem algumas atividades que são capazes de unir os gêneros. Encontrou-se ainda que a participação de crianças com deficiência tem ampla ocorrência nos distintos grupos, fruto de uma política de conscientização dos alunos sobre o tema. Apontamos que a discussão sobre as relações de gênero deveria ser incluída no currículo escolar.

Endereço: http://apl.unisuam.edu.br/revistas/index.php/corpusetscientia/article/view/3/16

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.