Tempo Mínimo de Exercício Aeróbio Necessário Para Promover Hipotensão Pós-exercício

Por: C. B. Barreto, E. M. Leme Gargaglione, H. Coelho Júnior, R. Brietzke, R. Palmeira, R. Yukio Asano e S. Silva Aguiar.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

Estudos vem demonstrando os benefícios do exercícios físicos na hipertensão arterial a longo prazo, podendo até diminuir seus níveis de repouso e agir como forma de tratamento não farmacológica contra essa condição. O presente trabalho teve como objetivo avaliar e determinar o tempo mínimo de exercício aeróbio necessário para promover hipotensão pósexercício e a magnitude da mesma. Foi selecionada uma amostra de 22 indivíduos entre 21 e 40 anos, sendo eles 13 indivíduos no grupo de atividade e 9 no grupo controle. Foram realizados três sessões em dias distintos e volumes diferentes em uma mesma frequência de treino (70% da frequência cardíaca de reserva) em cicloergômetro. A pressão arterial foi aferida através do método auscultatório com esfigmomanômetro. Para estatística foi utilizado a analise estatística descritiva com média e desvio padrão, e para comparação entre as sessões foi utilizado a ANOVA para medidas repetidas com post hoc de Tukey, aceitando como significante um alfa de p<0,05. Os resultados obtidos apontaram para hipotensão pós-exercício após atividade de 20 minutos para a pressão arterial sistólica (PAS) e 30 minutos para a pressão arterial diastólica (PAD), a magnitude foi maior para as atividades mais longas. Conclui-se que o tempo mínimo para hipotensão pós-exercício é de 20 minutos para pressão sistólica e 30 minutos para diastólica.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.