Tendência Secular de 10 e 20 Anos da Maturação Sexual de Escolares

Por: , Rodrigo Mateus Farias, e .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.14 - n.6 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente foi verificar a tendência secular da maturação sexual de escolares de 11 a 15 anos de idade, nos períodos de 10 e 20 anos. Foram envolvidos no estudo 1.002 escolares com idade entre 11 e 15 anos; 536 meninos (12,6±1,3 anos) e 466 meninas (12,5±1,2 anos), que participaram do Projeto Longitudinal Misto de Cres­cimento, Desenvolvimento e Aptidão Física de Ilhabela. Os escolares foram avaliados nos períodos de 1990/91 (Inicial), 2000/01 (10 anos) e 2009/10 (20 anos). A maturação sexual foi realizada de acordo com o método de autoavaliação. A idade de menarca (mês e ano) foi obtida pelo método retrospectivo. A análise estatística utilizada foi Anova “one way” seguido do post hoc de Tukey. O nível de significância adotado foi p<0,01. O início da idade de menarca foi: 12,5±1,2 anos; no grupo 10 anos: 12,3±1,0 (Δ= -1,6%); e no grupo 20 anos: 12,2±1,0 anos (Δ= -2,4%). Embora tenha ocorrido um declínio na idade de menarca durante os períodos, não houve diferença significante. Houve diferença significante somente em genitais (G4), e pelos púbicos (P3) em meninos após 10 e 20 anos. No mesmo período, não ocorreu diferença significante nos estágios maturacionais nas meninas. Concluiu-se que a tendência secular das características sexuais secundárias dos meninos (genital e pelos púbicos) e nas meninas (mamas e pelos púbicos) e idade de menarca foi nula no período de 10 e 20 anos.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2012v14n6p680

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.