Time Amador Juvenil de Futsal Feminino de Barra do Garças-mt: Rompendo Limitações na Construção do Gênero Mulher

Por: Luís Antônio Bitante Fernandes, Minéia Carvalho Rodrigues, Neil Franco e Rachelly Webster Trajano.

Conexões - v.15 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi de entender como atletas do Time Amador Juvenil de Futsal Feminino da cidade de Barra do Garças - MT compreendiam os significados da vivência dessa prática no que se refere às determinações históricas, sociais e culturais do gênero e da sexualidade. A compreensão sobre a relação gênero, feminilidade e futebol, sob o olhar de técnicos desse time foi também foco de interesse. Trata-se de uma pesquisa direta e de abordagem qualitativa, construída a partir da correlação de fontes bibliográficas, questionário e entrevista. A perspectiva pós-estruturalista definiu o campo teórico que sustentou as análises. Concluiu-se que a prevalência de preconceito em relação à sexualidade é inerente ao futebol/futsal, uma vez que vivemos numa sociedade em que essa modalidade é entendida como privilégio masculino. As mulheres que se inserem nesse esporte são expostas a vários tipos de recusas pela prevalência de um imaginário social que alimenta que o futebol/futsal possa masculinizá-las.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8646350

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.