Tiro Ao Alvo

Por: José Tarouco Corrêa.

XIX Olimpíada Mexico/68. Aspectos Técnicos Evolutivos..

Send to Kindle


Resumo

0 México, nas últimas Olimpíadas, honrou o Continente americano com uma soberba organização; as instalações para as provasivde tir o ao alvo não deixaram nada a desejar, com exceção da falta de separação dos postos de tir o e proteção contra o vento.

- Participaram cerca de 43 nações, sendo que, em algumas-.-provas, o número delas reduziu-se a 16 nações, a exemplo da prova "fuzil; livre", em que 14 nações apresentaram 2 atiradores e duas se limitaram a somente u m atirador. As equipes completas foram, sem dúvida, as melhores, como a dos Estados Unidos, da Rússia, da Polônia, da Alemanha e da Tchecd^Eslová- quia; é de se ressaltar a supremacia dos países europeus. Podemos citar, como causas desta supremacia, o seguinte:

1 — Treinamento — melhor e mais intensivo.

2 — Munição — ótima qualidade, melhor do mundo.

3 — Arm a — ótima qualidade, melhor do mundo.

4 — Competições internacionais •.— 3 a 4 por ano.

5 — Concorrência >— o número de atiradores é grande; por exemplo, enquanto nas eliminatórias dos Estados  Unidos concorrerem 1054 atiradores, no Brasil tivemos apenas 14.  

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.