Trabalhadores da Indústria do Estado do Paraná: Relações de Gênero no Trabalho, no Tempo Livre, no Esporte e no Lazer

Por: Saulo Hautsch Willig.

99 páginas. 2011 31/03/2011

Send to Kindle


Resumo

Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, que teve como objetivo levantar o perfil sóciodemográfico e averiguar a existência ou não de diferenças em relação ao gênero nas ocupações do tempo livre, nas práticas de lazer e anseios de trabalhadores da indústria do Estado do Paraná. Neste trabalho utilizou-se de dados provenientes do survey “Diagnóstico das práticas de esporte, lazer e saúde do trabalhador da indústria paranaense”, referentes aos hábitos de esporte e lazer. Foram utilizados dados de 1.041 trabalhadores, sendo 750 homens e 291 mulheres. Para analisar as informações utilizou-se o software Statistica 8, aplicou-se o teste qui-quadrado para comparar as diferenças existentes entre os gêneros, adotando-se o nível de significância de p<0,05. Verificou-se a natureza das relações existentes por meio da análise de correspondência simples e múltipla, para analisar o padrão de comportamento, de algumas respostas, utilizou-se a análise de cluster. Foram abordadas questões das diferenças de gênero (habitus de gênero), fundamentadas nas ideias de Bourdieu e sobre a noção e o espaço do lazer no pensamento de Elias e Dunning. Respeitado as proporções entre os gêneros, observaram-se diferenças significativas entre homens e mulheres na forma em que ocupam o tempo livre e em especial no tempo e tipos de atividades de lazer realizadas. As obrigações familiares demandam “de 1 a 3 horas” pra 45,15% do total de trabalhadores, mesmo tempo para 47,46% dos homens, enquanto que 47,20% das mulheres gastam “mais de 3 horas” diariamente com este tipo de atividade. Já 46,88% do total de trabalhadores despendem “menos de 1 hora” com as atividades recreativas, mesmo tempo para 57,04% das mulheres e 42,93% dos homens, entretanto 40,40% dos homens utilizam “de 1 a 3 horas” diariamente com esta atividade. As realizações com maior regularidade de atividades físicas e esportivas estão associadas ao gênero masculino, e as atividades manuais ao gênero feminino. As mulheres tem maior predileção por atividades artísticas e intelectuais do que os homens. As atividades mais realizadas tanto por homens quanto por mulheres foram: assistir TV/Vídeo/DVD e ouvir música. Os resultados da pesquisa apontaram um quadro de carência da realização de grande parte das atividades, que se aproximam do lazer para ambos os gêneros, que podem se aproximar do lazer, sendo esta carência mais acentuada para as mulheres do que para os homens. E ainda que o esporte enquanto lazer é um espaço majoritariamente masculino, de exclusão feminina. Por intermédio do diagnóstico das condições a que estão submetidos trabalhadores e trabalhadoras é possível planejar ações e politicas voltadas para este grupo, de modo geral e para cada um destes de forma especifica.

Endereço: http://www.pgedf.ufpr.br/downloads/DISSERTACAO/Dissertacao_SAULO%20HAUTSCH%20WILLIG.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.