Tracking dos Indicadores da Aptidão Fisica Relacionada a Saude em Escolares

Por: Enio Ricardo Vaz Roque.

2008 19/02/2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o tracking dos indicadores da aptidão física relacionada à saúde (AFRS) em escolares de ambos os sexos a partir de uma avaliação referenciada por critérios durante quatro anos de acompanhamento. Foi adotado um delineamento longitudinal misto, com quatro coortes do ano de nascimento (1992, 1993, 1994 e 1995), com escolares de sete a 10 anos de idade no momento inicial, avaliados anualmente em 2002, 2003, 2004 e 2005, com cinco sobreposições de idade (8, 9, 10, 11 e 12 anos). Para tanto, no momento inicial (M1) foram avaliados 510 escolares (267 meninos e 243 meninas), na faixa etária entre sete e 10 anos de idade. Após os quatros anos de acompanhamento (M2) foi verificado uma perda amostral de 26%, finalizando o estudo com 375 escolares (197 meninos e 178 meninas). Medidas antropométricas de massa corporal, estatura e espessura de dobras cutâneas da região tricipital e subescapular foram obtidas para a determinação do índice de massa corporal (IMC) e da somatória das dobras cutâneas (‘sigma’ DC). Uma bateria com três testes motores foi aplicada: teste de sentar e alcançar (SA), teste abdominal (ABDO) e teste de corrida e/ou caminhada (COR), de acordo com referenciais de saúde propostos pelo Physical Best (1988) e os sujeitos foram classificados em atende ao critério (AC) e não atende ao critério (NC). Inicialmente, foi verificada a normalidade dos dados mediante a aplicação do teste de Kolmogorov-Sirminov. Para caracterização da amostra foi por meio de procedimentos descritivos. Para as comparações entre M1 e M2 foi utilizado o teste de Wilcoxon. Tabelas de freqüências percentuais foram estabelecidas para observações dos indicadores referenciais. Com relação à comparação entre proporções foi adotado o teste de McNemar. Para verificar o tracking nos diferentes pontos no tempo das informações foi adotado o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) com observação dos intervalos de confiança (IC a 95%) e tabelas de contingência 2x2 foram construídas de acordo com os pontos de cortes estabelecidos. O índice de concordância foi calculado através da plotagem de Blant e Altman e do índice Kappa (k). O nível de significância adotado foi de 5%. O CCI dos componentes da AFRS foi moderado oscilando entre 0,40-0,58 para ABDO e COR e alto para demais variáveis [0,63-0,93] (P<0,05). O % do tracking foi de 65% dos sujeitos permaneceram na mesma categoria AC (39%) e NC (26%) para ‘sigma’ DC e de 85% para o conjunto de testes motores (CTM). Somente 10% e 0% mudaram de não atende para atende ao critério para ‘sigma’ DC e CTM enquanto que 25% e 15% respectivamente trocaram de atende para não atende ao critério. A força do tracking foi moderada ficando entre 30% e 53% (P<0,001). Entre a infância e adolescência verificou-se que os componentes da AFRS apresentaram um tracking de moderado a alto, indicando uma manutenção da posição relativa dos sujeitos no seio do grupo, sendo à força do tracking classificada como moderada. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000432165&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.