Traços e Trajetos do Processo da Formaçao Continuada: Pelos Meandros Metodológicos do Saber-fazer Pedagógico na Rede Pública

Por: Daise França, Di. Tereza Luiza de França e Laurecy Dias dos Santos.

IX Congresso Brasileiro de História do Esporte, Lazer e Educação Física CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Como problemática significativa este trabalho privilegia do saber-fazer no processo de fonnação continuada. Assim, interroga-se como o educador que atua na Educação Física, Esporte e Lazer, visando qualificar sua práxis social, constrói o saber-fazer, a partir do processo da construção de alternativas metodológicas mediante as exigências de uma sociedade em plena transfonnação e desenvolvimento científico-tecnológico. Resultando de um processo de interação ensino, pesquisa, extensão, tem como objetivo expor e submeter à critica as experiências construídas e vivenciadas ao longo de um percurso históricometodológico para leitura do cotidiano e da valorização do trabaJho na rede pública de ensino. Parte do pressuposto de que a formação, como processo, transcende a mera repetição de práticas fragmentadas, sendo construído com base na participação e na interdisciplinaridade, visando estimular o ensino baseado em pesquisas e consolidado de práticas crítico-reflexivas em que o jogo é o foco a ser vivido e explorado como possibilidade de construção do conhecimento. Assim, assegurando um ensino materializado em práticas junto a professores em processo de formação continuada, foi possível analisar possibilidades e limites que este trabalho provocou a este processo de formação. Durante o trabalho utilizamos como metodologia de pesquisa a pesquisa-ação para subsidiar a teoria proposta, como também, o envolvimento dos participantes a partir da oficina pedagógica -Jogando e Aprendendo, por que não?, como forma de dialogar com a produção e as descobertas. Com a participação dos
professores ampliaram-se as possibilidades de perceber e entender o ser em expressão de sua plena corporeidade nos diferentes momentos de vivenciar o jogo, na dimensão de jogar e aprender. Os procedimentos centrais foram a observação participante, a elaboração de textos reflexivos, as fotografias, os painéis, as oficinas, os vídeos. Em cada um desses instrumentos, foram tomadas como eixo as categorias da criação, participação, ludicidade, conflitos e cidadania. Portanto, viver esse processo significou reconhecer nesse trabalho os traços e trajetos do processo da formação continuada, pelos meandros metodológicos do saber-fazer pedagógico na rede pública e, assim, poder contribuir com o debate enfocando a Educação Física, Esporte e o Lazer, com contribuições que tomam diferentes dimensões de intervenção, a saber, a educação enquanto práticas para a cidadania; a produção do conhecimento - enquanto possibilidade de apontar referências teóricas-práticas superadoras; a formação continuada - enquanto processo para apontar alternativas para a formação e atuação do educador. Aqui, educador que se compreenda trabalhador orgânico da práxís educativa emancipatória.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-ix-congresso-brasileiro-de-historia-do-esporte-lazer-e-educacao-fisica-chelef

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.