Tradução, Adaptação Transcultural, Validade e Fidedignidade de Um Instrumento Para Identificação do Perfil Motor de Crianças Entre 3 e 5 Anos de Idade

Por: Juliana Stefanoni Iwamizu.

2013 11/03/2013

Send to Kindle


Resumo


 
Inicío
[Português (Brasil)] [English (United Kingdom)] [EspañSpanish Formal International)] [French (Fr)]
  [Bookmark and Share]

Minha Estante



[Serviços]
Serviços
Trabalhos decorrentes
Estatistícas
Como citar
Formato MARC
Formato OAI DC
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Dissertação de Mestrado
Autor
Iwamizu, Juliana Stefanoni (Catálogo USP)
Nome completo
Juliana Stefanoni Iwamizu
E-mail
E-mail
Unidade da USP
Escola de Educação Física e Esporte
Área do Conhecimento
Pedagogia do Movimento Humano
Data de Defesa
2013-03-11
Imprenta
São Paulo,2013
Orientador
Dantas, Luiz Eduardo Pinto Basto Tourinho (Catálogo USP)
Banca examinadora
Dantas, Luiz Eduardo Pinto Basto Tourinho (Presidente)
Magalhães, Lívia de Castro
Pellegrini, Ana Maria
Título em português
Tradução, adaptação transcultural, validade e fidedignidade de um instrumento para identificação do perfil motor de crianças entre 3 e 5 anos de idade
Palavras-chave em português
Criança
Desenvolvimento motor
Dificuldade motora
Lista de checagem
Pré-escola
Validação
Resumo em português
Para algumas crianças ações motoras típicas do cotidiano infantil tornam-se desafios que elas não conseguem superar adequadamente. Para intervir nesse quadro, é necessário selecionar instrumentos para identificar essas crianças com dificuldades motoras na idade mais precoce possível e, concomitantemente, identificar seus déficits para futura intervenção. O presente estudo teve como objetivo a tradução e adaptação transcultural do Early Years Movement Skills Checklist (CHAMBERS; SUGDEN, 2006) e a verificação de sua validade concorrente e fidedignidade (teste-reteste e entre observadores) no contexto da pré-escola da cidade de São Paulo. Para tanto, foram desenvolvidos quatro Estudos. Estudo 1 tradução e adaptação transcultural: foram adotados procedimentos sugeridos na literatura e como resultado foi produzida a Lista de Checagem das Habilidades Motoras na Primeira Infância (LCHMPI), a qual foi considerada adequada. Estudo 2 validade concorrente: 245 crianças (entre três e cinco anos de idade) foram avaliadas por suas professoras por meio da LCHMPI e pela pesquisadora por meio do Movement Assessment Battery for Children 2- Test (HENDERSON; SUGDEN; BARNETT, 2007) MABC-teste 2. Observou-se que 76,7% das crianças tiveram a mesma classificação nas duas avaliações, entretanto o coeficiente Kappa foi de apenas 0,20 e o coeficiente de correlação de postos de Spearman (- 0,10) não foi significante (p = 0,087). Apenas para o grupo de cinco anos de idade (n = 150) o coeficiente de correlação de postos de Spearman (- 0,204) foi considerado significantemente diferente de zero (p = 0,012). Dessa maneira, foi observada baixa concordância da LCHMPI com o MABC-teste 2. Apenas para a idade de cinco anos foi verificada melhor concordância. Estudo 3 fidedignidade teste-reteste: 39 crianças do Estudo 2 foram reavaliadas por suas professoras por meio da LCHMPI. Observou-se que 87,2% das crianças obtiveram a mesma classificação nas duas avaliações, porém o coeficiente Kappa foi de apenas 0,23 e o ICC de 0,67. Por meio do teste de postos com sinais de Wilcoxon não foi encontrada diferença significativa entre as pontuações das duas avaliações (p = 0,353). Dessa maneira, a fidedignidade teste-reteste foi considerada razoável. Estudo 4 fidedignidade entre observadores: 18 crianças foram avaliadas por dois diferentes avaliadores. Foi observada, entre as duas avaliações, concordância de 77,8%, com coeficiente Kappa de 0,75 e ICC de 0,80. Dessa maneira, a fidedignidade entre observadores foi considerada boa. Como conclusão, entendeu-se que o procedimento de tradução e adaptação foi satisfatório e a LCHMPI adequada. Porém, a verificação de suas características psicométricas mostrou que essas não foram mantidas da sua versão original. Entendemos que a LCHMPI pode vir a auxiliar na identificação de dificuldades motoras, porém seus resultados ainda devem ser analisados com cautela. Alguns resultados apontam que a LCHMPI pode não ter sido aplicada de maneira adequada por alguns professores, dessa maneira, acreditamos que a eficiência do instrumento pode ser melhorada se for oferecido melhor treinamento aos professores para sua utilização

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39133/tde-09052013-095623/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.