Tradução e Validação do Movement Imagery Questionnaire-3, Versão Portuguesa, e as Habilidades de Imagery em Atletas de Modalidades Distintas

Por: Daniel Almeida Marinho.

167 páginas. 2015 17/11/2015

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve por objetivo realizar a tradução e validação do Movement Imagery Questionnaire – 3 (MIQ-3) para versão portuguesa e a verificação das habilidades de imagery em atletas de modalidades desportivas com habilidades motoras abertas (Basquetebol) e fechadas (Natação). Adicionalmente, pretendeu-se identificar as diferenças da habilidade de imagery entre géneros, e entre o nível de praticantes. Desta forma, a presente tese de doutoramento foi subdividida em quatro estudos estruturados de forma independente, com os procedimentos científicos adequados a cada um deles. Para se alcançar os objetivos definidos, foram adotados os seguintes passos: i) revisão da literatura; ii) tradução e análise fatorial exploratória do MIQ-3, versão portuguesa; iii) análise fatorial confirmatória do MIQ-3, versão portuguesa; iv) identificação das diferenças na habilidade de imagery entre géneros em praticantes de Basquetebol; v) comparação da habilidade de imagery entre níveis de praticantes de Natação. Os resultados sugerem que: i) os procedimentos de tradução e adaptação originaram uma versão portuguesa do MIQ-3 semelhante à versão original; ii) a adequação da adaptação foi efetuada, demonstrando que a sua estrutura fatorial é igual à versão original (12 itens agrupados em 3 fatores, com 4 itens em cada fator); iii) através da análise fatorial confirmatória, foi comprovada a adequação do modelo original, passando a estar disponível em Português um instrumento de medida para avaliação da habilidade de Imagery; iv) a modalidade visual interna revelou-se como melhor método de intervenção em praticantes de Basquetebol; v) a modalidade visual externa revelou-se como melhor método de intervenção em praticantes de Natação; vi) o género masculino apresentou melhores resultados em cada uma das três modalidades e no total do questionário, sendo as diferenças estaticamente significativas na modalidade cinestésica e no total do MIQ-3 em praticantes de Basquetebol; vii) o grupo Elite obteve os valores médios mais elevados, seguindo-se os valores médios do grupo Sub-Elite e, por fim, os valores médios do grupo Não-Elite, na habilidade de imagery em praticantes de Natação.

Endereço: http://hdl.handle.net/10400.6/3985

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.