Trajetória da Capoeira em Pernambuco: Realidades e Perspectivas

Por: David Arcoverde, Milena Feitosa de Oliveira e Tereza Luiza de França.

IX Congresso Brasileiro de História do Esporte, Lazer e Educação Física CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Toda prática social adquire sentido e significado quando contextualizada nas relações sociais em que estão inseridas. A capoeira é, também, autêntica referência histórica quando integrada em suas raízes, ou seja, em seu contexto construído sócio históricamente. Esta pesquisa, desdobramento do Projeto Educação Física–Esporte–Lazer: construindo bases epistêmicas, metodológicas e aplicativas para qualificar a formação e a prática pedagógica de professores, constitui um esforço teórico que se ampara no entendimento de que o estudo histórico teóricoprático da capoeira no Estado de Pernambuco é uma questão de compromisso com a historicidade popular brasileira, uma vez que esta consegue transpor, durante sua trajetória, as diversas perseguições que se colocaram como obstáculos, conquistando o reconhecimento de folcloristas, antropólogos, historiadores, sociólogos e pedagogos no Brasil e no mundo. No seio do sentido e significado da Educação Física, Esporte, Lazer construída historicamente, a capoeira, tem variado constantemente de uma geração para outra, de uma cultura para outra tonando-se um universo de possibilidades de práticas, numa perspectiva educacional, científica, ética e política, leva-se em conta várias concepções do ser humano, na direção do pensar-agir, com condições objetivas ao exercício da cidadania, o que busca romper com a visão de uma prática politicamente neutra, por ser utilizada de acordo com a época, em maior ou menor freqüência, como instrumento de dominação nas relações sociais. Esta pesquisa, histórico-teórico-prática, tem por objetivo investigar, identificar e expor os valores sócioeducativos presentes nas diversas nuances da capoeira, quando tratada numa perspectiva da ludicidade, visando vivê-la com a historicidade popular brasileira, num resgate da cultura corporal como linguagem, conquistando o reconhecimento de folcloristas, antropólogos, historiadores, sociólogos e pedagogos no Brasil e no mundo. De caráter qualitativa, tendo como preocupação o rigor científico dos dados, estamos realizando um levantamento bibliográfico, para verificar o estado da arte no sistema de bibliotecas da UFPE e no SIBRADID - Sistema Brasileiro de Informação e Documentação, em Educação Física. Levando em conta o caráter qualitativo, os dados analisados e interpretados à luz da teoria crítica do estudo, para manter o fazer educativo respalda-se por uma atitude reflexiva, forjando então, sujeitos prático-reflexivos. E, como resultado final, pretende-se, socializar conhecimentos, produto dessa pesquisa, sobre o histórico da capoeira no Estado de Pernambuco para contribuir nas discussões, e estudos acerca de alternativas pedagógicas como possibilidades de superação da dicotomia teóricoprática, da fragmentação epistemológica, na intenção para contribuir para uma prática pedagógica compromissada com o desenvolvimento da ludicidade, da alegria, do prazer, do processo de criação, da consciência crítica e das ações próximas à realidade cotidiana que experimentam nas ruas, através de formas sociais e culturais, utilizando a própria experiência num processo de constante construção da sabedoria individual e coletiva.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-ix-congresso-brasileiro-de-historia-do-esporte-lazer-e-educacao-fisica-chelef

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.