Trajetórias de Mulheres no Esporte em Portugal: Assimetrias, Resistências e Possibilidades

Por: Angelita Alice Jaeger, Paula Botelho Gomes, Paula Silva e .

Movimento - v.16 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Fundamentada no aporte teórico dos estudos degênero, esta pesquisa efetivou-se através da realização deentrevistas com 21 mulheres atletas e ex-atletas atuantes nasfunções técnicas e diretivas no esporte de Portugal. Emergiramtrês unidades de significados cuja análise permite identificaravanços na ampliação da participação das mulheres no campoesportivo, ainda que, para que se mantenha, seja necessárioque as mulheres diversifiquem funções e aceitem condiçõesde trabalho diferenciadas daquelas oferecidas aos homens.Rejeitando a posição de vítimas, as entrevistadas transformamas assimetrias em desafios e sugerem ações para incentivar,ampliar e consolidar a participação feminina em todas as esferasde competência esportiva.

Endereço: http://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/3825/7527

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.