Trampolim (TRA)

Por: Sérgio de A. Bastos.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

Definição

A modalidade TRA possui 4 provas: Trampolim Individual, Trampolim Sincronizado, Duplo Mini-Trampolim e Tumbling, com as competições divididas por sexo. No Trampolim Individual os ginastas executam as suas séries, com 10 elementos técnicos aére- os, sobre o Trampolim. Na prova de Trampolim Sincronizado dois ginastas do mesmo sexo executam as suas séries simultaneamen- te, em máxima sincronia entre si, em dois Trampolins do mesmo tipo daquele utilizado na prova individual. Na prova de Duplo Mini-Trampolim, o ginasta executa uma corrida preparatória no solo, para a impulsão na primeira parte do aparelho, em seguida realizando um elemento técnico aéreo, para então se apoiar de pé e impulsionar na segunda parte do aparelho e daí executar um segundo elemento técnico aéreo, sem interrupção entre eles, fi- nalizando num colchão. No Tumbling as séries são compostas por 8 exercícios acrobáticos, executados progressiva e ininterruptamente em linha reta, sobre uma pista elástica própria. As normas para a determinação das notas dos ginastas, assim como as orientações para os árbitros nas provas do TRA, são definidas no Código de Pontuação da Federação Internacio- nal de Ginástica-FIG. Em termos de denominações alternativas do TRA, geralmente citam-se: Ginástica de Trampolim, Trampolim Acrobático e Cama Elástica.

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.