Transtornos Mentais e Atividade Física: a Percepção de Profissionais da Saúde em Centros de Atendimento Psicossocial em Belém/PA

Por: C. F. Andrade e F. A. P. Cunha.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

O Transtorno Mental - TM é definido como uma doença com manifestações psicológicas ou comportamentais associadas com o comprometimento funcional devido a uma perturbação biológica, social, psicológica, genética, física ou química, medido em termos do desvio em relação a algum parâmetro de normalidade. A assistência à área da saúde mental tem passado por intenso processo de reformulação, entre eles, destaca-se os Centros de Atenção Psicossocial - CAPS, os quais são instituições destinadas a atender pacientes com sofrimentos mentais, estimular sua integração social e familiar. Normalmente, esses centros apresentam equipes multidisciplinares. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi registrar a percepção de profissionais da área da saúde acerca do papel da atividade física no tratamento de pacientes portadores de TM atendidos no CAPS no município de Belém/PA. Trata-se de um estudo exploratório descritivo com abordagem quanti-qualitativa, realizado no CAPS Renascer, na cidade de Belém/PA. Participaram 9 profissionais da equipe multidisciplinar que estavam diretamente envolvidos no acompanhamento dos portadores de TM. Todos os envolvidos foram informados do objetivo e metodologia do estudo e assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido - TCLE, autorizando a participação na pesquisa. O procedimento teve aprovação do Comitê de Ética de Pesquisa - CEP da Universidade Federal do Pará - UFPA. O instrumento utilizado foi um questionário semiestruturado, elaborado com perguntas abertas, contemplando informações gerais dos participantes e específicos referentes ao tema. A análise dos dados ocorreu por meio da Análise de Conteúdo. Os resultados indicaram 3 categorias temáticas: principais transtornos mentais atendidos no CAPS; o papel da atividade física no tratamento de pacientes; e a atuação do professor de educação física no CAPS. Os participantes referiram-se como principais transtornos mentais atendidos no CAPS sendo a depressão (88%), além de transtorno bipolar, esquizofrenia, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo, síndrome do pânico, transtorno de adaptação e transtorno delirante. Na análise do papel da atividade física no tratamento de pacientes, relatos revelaram que a atuação da atividade física nos domínios motor, afetivo, social e cognitivo, contribui com uma parcela importante no processo de reabilitação psicossocial, prevenindo declínios funcionais associados à doença mental, e ainda, ajuda no aumento da autoestima, na criatividade, na socialização, possibilitando a melhora da qualidade de vida. A assistência em atenção psicossocial possibilitou a inserção de novas categorias profissionais, como é o caso da educação física. Conclui-se que a amostra dessa pesquisa considerou relevante a atuação do professor de educação física, considerando-o como figura importante na condução do processo terapêutico dos pacientes. Entretanto, novos estudos precisam aprofundar a discussão sobre essa temática.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.