Treinamento Aeróbico Aprimora a Capacidade Cardiorespiratória de Adultos Obesos e com Sobrepeso

Por: Maria Sebastiana Silva.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


Introdução: A obesidade é uma doença crônica multifatorial e complexa, caracterizada pelo acúmulo excessivo de tecido adiposo em todo corpo e está associada a diversas complicações metabólicas. O Colégio Americano de Medicina do Esporte recomenda que indivíduos com sobrepeso ou obesidade realizem exercícios de intensidade moderada por no mínimo 150 minutos por semana e reduzam a ingestão calórica em 500-1000 kcal/dia. Além disso, melhores níveis de aptidão cardiorrespiratória, promovidos pela prática regular de exercícios físicos, estão associados a menores valores de circunferência da cintura e menos gordura abdominal subcutânea, visceral e total. Objetivo: Investigar os efeitos do exercício aeróbico na perda de peso e na capacidade cardiorrespiratória de mulheres obesas e com sobrepeso.

Metodologia:
Participaram do estudo quinze mulheres, com idades entre 31 e 66 anos, obesas e com sobrepeso, residentes na cidade de Goiânia, que após assinarem o termo de  consentimento livre e esclarecido foram submetidas um programa de exercício físic aeróbico moderado, três vezes por semana durante 12 semanas. Os protocolos de exercícios foram: primeiro mês: 15 minutos a 50% da freqüência cardíaca de reserva (FCR), 20 minutos a 60% da FCR, 05 minutos a 70% da FCR e 10 minutos a 50% da FCR, totalizando 50 minutos; segundo mês: 15 minutos a 50% da FCR, 25 minutos a 60% da FCR, 10 minutos a 70% da FCR, 05 minutos a 80% da FCR e 05 minutos a 50% da FCR, totalizando 60 minutos e, terceiro mês: 15 minutos a 60% da FCR, 25 minutos a 70% da FCR, 10 minutos a 80% da FCR, 05 minutos a 85% da FCR e 15  mnutos a 60% da FCR, totalizando 70 minutos. Antes e após participação do programa   exercícios físicos, as mulheres foram avaliadas quanto ao Índice de Massa Corporal (IMC), freqüência cardíaca de repouso e de esforço, tempo de percurso, VO2 max e presão arterial. Os resultado de IMC, freqüência cardíaca de repouso, freqüência cardíaca de esforço, tempo de percurso, VO2 max e a pressão arterial, obtidos antes e após o período de treinamento, foram comparados utilizando-se o Teste t Student (p<0,05).

Resultados: Não foram encontrada diferença entre os valores de IMC e da F.C de repouso, obtidos antes e após participação das mulheres no programa de  xercícios aeróbicos, no entanto, a freqüência cardíaca de esforço e o tempo de percurso reduziram cerca de 50% e 40%, respectivamente, após as 12 semanas de intervenção. Quanto ao VO2 Max., aproximadamente 73% das mulheres obtiveram aumento de 10% na capitação de oxigênio após 12 semanas participando do programa de exercícios aeróbicos.

Conclusão: Os resultados sugerem que os exercícios aeróbicos são efetivos para melhorar a capacidade cardiorrespiratória, contudo estudos com uma amostra maior de indivíduos e métodos mais sensíveis, são necessários para a obtenção de espostas conclusivas.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.