Treinamento com Pesos e Indicadores de Agilidade de Mulheres Idosas

Por: Fábio Bitencourt Leivas, Felipe Cassaro Vechin, Giancarlo Bruno, Mara Patrícia Traína Chacon-Mikahil, Miguel Soares Conceição, Valéria Bonganha e Vera Aparecida Madruga Forti.

Conexões - v.8 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar os efeitos de diferentes tipos de treinamentos sobre o nível de agilidade de mulheres idosas. Foram selecionadas 42 mulheres idosas saudáveis e ativas fisicamente, divididas em três grupos: grupo treinamento com pesos (GTP, n=14), grupo resistência muscular localizada (GRML, n=14), e grupo controle (GC, n=14). Os programas tiveram duração de 12 semanas, com freqüência de três sessões em dias alternados. O indicador de agilidade foi avaliado por meio de um teste de agilidade adaptado da AAHPERD. Os resultados mostram diferença estatisticamente significante no indicador de agilidade somente para o GTP, o GRML melhorou o tempo obtido no teste, embora de maneira não significativa. Podemos concluir que o treinamento com pesos parece ter influenciado preterivelmente a agilidade de mulheres idosas, podendo contribuir para a manutenção da autonomia e da agilidade desta população.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/507

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.