Treinamento Concorrente: Endurance X Força

Por: Charles Ricardo Lopes, Elisangela Silva, Letícia Aparecida Calderão Sposito, Renato Aparecido de Souza, Thales Teixeira Bianchi e Wagner Zeferino de Freitas.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.26 - n.4 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Os efeitos do treinamento concorrente (TC) vem sendo estudado desde a década de 80. Contudo, ainda existem muitas controversas sobre o seu efeito crônico. O objetivo deste estudo foi analisar trabalhos que compararam o comportamento de variáveis relacionadas à morfologia e a performance após a realização do TC. Para tal, foram selecionados 26 artigos no PubMed, SciELO, LILACS e no Google Acadêmico que estudaram seu efeito crônico em seres humanos adultos. Após análise dessas pesquisas observou-se que o TC é capaz de proporcionar uma manutenção ou melhora da composição corporal e do VO2máx. Em relação à força máxima, todos os estudos apresentaram um aumento significativo após a realização do TC. Contudo, em altas velocidades, como na potência, em alguns casos apenas houve a manutenção dos valores iniciais. Embora o TC possa não ser compatível com o desenvolvimento da potência, quando discutimos seus benefícios relacionados à saúde, ele se mostrou eficaz.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7175

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.