Treinamento Isocinético de Curto Prazo Promove Aumento da Força Muscular em Indivíduos Jovens

Por: Andre Santos Martorelli e Rafael Cunha.

Motriz - v.17 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo foi avaliar os efeitos de treinamento isocinético de curta duração no desempenho  muscular em indivíduos jovens. Onze homens sadios participaram de um programa de treinamento  isocinético de curta duração, composto por 3 sessões (4 séries; 10 repetições isocinéticas concêntricas a  120°.s-1 ; 2 minutos de intervalo entre séries). A reprodutibilidade dos dados de 2 sessões foi avaliada pelo 
coeficiente de correlação intraclasses (CCI) e teste de Bland e Altman. As avaliações do treinamento foram  aplicadas pré e pós a 2ª e 3ª sessões (1 série; 3 repetições concêntricas de extensão do joelho a 60°.s-1 ,  120°.s-1  e 180°.s-1 ). Utilizou-se a ANOVA para medidas repetidas e post-hoc de Tukey para verificar  diferenças nos testes. O CCI variou de 0,97 a 0,98 em todas as velocidades. Ocorreu um aumento no pico  de torque a 60°.s-1  (P=0,03) e 120°.s-1 (P=0,01) após 2 sessões de treinamento. Sugere-se que duas  sessões de exercício isocinético foram suficientes para induzir ganhos de força na velocidade treinada  (120°.s-1 )   e em velocidade de contração mais lenta (60°.s-1 ), em indivíduos jovens. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1980-6574.2011v17n1p138/pdf_83

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.