Treinamento de Profissionais de Educação Física Para o Reconhecimento Precoce de Doenças Osteoarticulares Através do Uso de Teleducação Interativa

Por: Filipe Guimarães Corrêa.

2008 17/09/2008

Send to Kindle


Resumo

Fatores como aumento na expectativa de vida da população brasileira e o aumento de número de pessoas com estilo de vida predominantemente sedentário vem gerando o crescimento da incidência de uma série de doenças crônicas e degenerativas. A prática de exercícios físicos para esta considerável parcela da sociedade é importante, entretanto, a prescrição e execução da prática de exercícios físicos requerem cuidados especiais, como o reconhecimento de sinais que permitam a suspeita de doenças e lesões, principalmente as doenças musculosesqueléticas que podem ser agravados devido a atividades físicas, sem tratamento médico adequado. Através de um levantamento realizado no início deste trabalho, constatou-se a deficiência ou até ausência de matérias ou disciplinas que abordassem temas relacionados a doenças do sistema osteoarticular nas grades curriculares de cursos de graduação em educação física. Atualmente as academias de ginástica são em grande parte freqüentadas por pessoas que tem como objetivo a manutenção ou aquisição de uma melhor condição de saúde, não se restringindo apenas a objetivos relacionados com a estética corporal. As modalidades de exercícios mais praticados são: ginástica e musculação, segundo pesquisa realizada pelo Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo. Em outro levantamento realizado, neste presente trabalho, nas academias de ginástica, revelou que: a incidência de queixas de dores por parte dos freqüentadores destas academias se concentravam nas regiões lombar da coluna e joelho e; os professores destas academias careciam de conhecimentos para reconhecimento dos sinais destas doenças. O objetivo deste trabalho foi, estruturar um modelo de teleducação interativa para o treinamento de educadores físicos na identificação de sinais precoces de doenças osteoarticulares, apoioado na estruturação de um curso com inserção em um tutor eletrônico baseado na internet (cybertutor), transmissão de vídeos dos autores dos módulos em forma de video streaming e; utilização de iconografias de computação gráfica 3D (projeto homem virtual). Foi elaborada uma prova para avaliação de conhecimento dos estudantes de graduação dos cursos de educação física e ciências da atividade física da Universidade de São Paulo. Os estudantes foram avaliados quanto ao conhecimento temático do curso concomitante com avaliação do grau de inclusão digital e avaliação subjetiva dos estudantes em relação à aplicabilidade do curso. Como resultado, foi desenvolvido um curso interativo, com video streaming e 3 seqüências do homem virtual como recurso de apoio didático. O trabalho demonstrou que os estudantes tiveram incremento de conhecimento, inclusive os estudantes reprovados; a facilidade de acesso a recursos tecnológicos e de telecomunicação não constituíram fatores determinantes em relação ao grau de desempenho dos estudantes e; a sensação subjetiva dos estudantes em relação à aplicabilidade e relevância do curso foi maior entre os estudantes aprovados

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-17122008-094201/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.