Três Tecnologias de Subjetivação Para Pensar o Ensino de Dança na Escola

Por: Gilberto Icle e Maria Falkembach.

ETD - Educação Temática Digital - v.18 - n.3 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Este texto pretende propor o ensino de dança na escola de Educação Básica como tecnologia que envolve três possibilidades: disciplina; biopolítica e técnica de si. São apresentadas as relações entre ensino de dança e as formas disciplinares de conduta de professoras e professores, e de alunas e alunos. Problematiza-se a biopolítica como tecnologia que trama o movimento e o movimentar-se à produção da vida, especialmente, por intermédio da mídia e de outras tecnologias. Discute-se a dança como tecnologia de si, como inquietude, mostrando a articulação entre movimento e modos de subjetivação. A reflexão aqui empreendida parte da produção filosófica de Michel Foucault, amalgamando-se aos estudos sobre o movimento de Rudolf Laban. Este texto enfatiza a relação entre a produção de movimento na Escola e três modos distintos de subjetivação, dando visibilidade à trama ambígua produzida pelo ensino da dança na Escola: subjetivar-se e assujeitar-se.

Referências

ASSUMPÇÃO, Andréa Cristhina Rufino. Dança na escola: o trabalho criador que emerge das contradições na práxis educativa. 2005. 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2005. Disponível em:

< http://goo.gl/QrvkWb>. Acesso em: 04 dez. 2015.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Câmara aprova dança e teatro como disciplinas obrigatórias da educação básica. 2015. Disponível em: . Acesso em: 05 ago. 2015.

CAMOZZATO, Viviane Castro. Entre a pedagogia legisladora e as pedagogias intérpretes. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, RJ, v. 20, n. 61, p. 501-520. abr./jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2015. ISSN 1809-449X.

CAMOZZATO, Viviane Castro; COSTA, Marisa Vorraber. Da pedagogia como arte às artes da pedagogia. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 24, n. 03 (72), p. 161-182. set./dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015. ISSN 1980-6248.

CARNEIRO, Natalia Martins. A dança no processo formativo do educando: elementos para um entendimento da dança na/da escola. 2003. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2003. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

CASTRO, Eduardo. Vocabulário de Foucault: um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CAZÉ, Clotildes Maria de Jesus Oliveira. Corpos que dançam aprendem: análise do espaço da dança na rede pública estadual de Salvador/BA. 2008. 124 f. Dissertação (Mestrado em Dança) – Escola de Dança, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, 2008. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

CHAVES, Virgínia Maria Rocha. Dança: uma estratégia para revelação e reelaboração do corpo no ensino público fundamental. 2002. 162 f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Escola de Teatro, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, 2002.

CORRÊA, Josiane Franken. Dança na escola e a construção do co(por)letivo: respingos sobre um processo educativo que dança (dançante que educa?). 2012. 139 f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2012.

DELEUZE, Gilles. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1988.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

FALKEMBACH, Maria Fonseca. Quem disse que não tem espaço pra dança na escola? In: FERREIRA, Taís; FALKEMBACH, Maria Fonseca. Teatro e dança nos anos iniciais. Porto Alegre: Mediação, 2012, p. 59-129.

FERNANDES, Ciane. Sobre corpos vivos: pulsões de uma autenticidade em movimento. Encontro Teatro, Goiânia, GO, n. 03. No prelo.

FERNANDES, Ciane. Quando o todo é mais que a soma das partes: somática como campo epistemológico contemporâneo. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, RS, v. 05, n. 01, p. 09-38. 2015. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2015. ISSN 2237-2660.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 1998.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, Michel. O poder psiquiátrico. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, Michel. Segurança, território, população: curso dado no Collège de France (1977-1978). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 2004.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010. p. 273-295.

FOUCAULT, Michel. Sobre a genealogia da ética: um panorama do trabalho em curso. In: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010a. p. 296-327.

FOUCAULT, Michel. Ditos e escritos V: ética, sexualidade, política. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

GADELHA, Sylvio. Biopolítica: no que isso interessa aos educadores? In: DIAS, Rosimeri de Oliveira. (Org.). Formação inventiva de professores. Rio de Janeiro: Lamparina, 2012. p. 74-81.

GADELHA, Sylvio. Biopolítica, governamentalidade e educação: introdução e conexões a partir de Michel Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

GARCIA, Maria Manuela Alves. Didática e trabalho ético na formação docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, SP, v. 39, n. 136, p. 225-242. jan./abr. 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2014. ISSN 1980-5314.

GARCIA, Maria Manuela Alves. Políticas educacionais contemporâneas: tecnologias, imaginários e regimes éticos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, RJ, v. 15, n. 45, p. 445-591. set./dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2014. ISSN 1809-449X.

GARCIA, Maria Manuela Alves. O sujeito emancipado nas pedagogias críticas. Educação & Realidade, Porto Alegre, RS, v. 26, n. 02, p. 31-50. jul./dez. 2001. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2015. ISSN 2175-6236.

GORE, Jennifer M. Foucault e educação: fascinantes desafios. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. Sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 09-20.

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. A produção biopolítica. In: PARENTE, André. Tramas da rede: novas dimensões filosóficas, estéticas e políticas da comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 161-173.

LABAN, Rudolf. Dança educativa moderna. São Paulo: Ícone, 1990.

LABAN, Rudolf. Domínio do movimento. São Paulo: Summus, 1978.

LARROSA, Jorge. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. Sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 35-86.

LAZZARATO, Maurizio. Para uma definição do conceito de “bio-política”. Lugar Comum, Rio de Janeiro, RJ, n. 05-06, p. 81-96. 1999. Disponível em: . Acesso em: 04 set. 2014. ISSN 1415-8604.

LOMAKINE, Luciana. (Re)descobrindo a dança em tempos pós-modernos. 1999. 204 f. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 1999.

MALETIC, Vera. Body – Space – Expression: the development of Rudolf Laban’s movement and dance concepts. Berlin; New York; Amsterdam: Mouton de Gruyter, 1987.

MARQUES, Isabel A. Dançando na escola. São Paulo: Cortez, 2007b.

MARQUES, Isabel A. Ensino de dança hoje: textos e contextos. São Paulo: Cortez, 2007a.

MARQUES, Isabel A. Linguagem da dança: arte e ensino. São Paulo: Digitexto, 2010.

MARQUES, Isabel A. Parecer técnico - Projeto de Doutorado “Práticas da Dança na Educação Básica: um estudo com professoras da rede pública no sul do Brasil. ” – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS.

MATOS, Lúcia. Dança e diferença: cartografia de múltiplos corpos. Salvador: EdUFBA, 2012.

MIRANDA, Regina. Corpo-espaço: aspectos de uma geofilosofia do corpo em movimento. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

MIRANDA, Regina. A escola Laban. In: VAN HELDEN, Maria Waleska; FREIRE, Ana Luiza Gonçalves. Anais eletrônicos... I CONDANÇA: qual o futuro da dança. Porto Alegre: Condança, 2001. p. 48-55. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

NEGRI, Antonio. Para uma definição ontológica da multidão. Lugar Comum, Rio de Janeiro, RJ, n. 19-20, p. 15-26. 2009. Disponível em . Acesso em: 04 set. 2014. ISSN 1415-8604.

PÁL PELBART, Peter. Biopolítica. Sala Preta, São Paulo, SP, n. 07, p. 57-65. 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2014.

PÁL PELBART, Peter. Poder sobre a vida, potência da vida. Lugar Comum, Rio de Janeiro, RJ, n. 17, p. 33-43. 2008. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2014. ISSN 1415-8604.

PRESTON-DUNLOP, Valerie. Extracts from “Dance is a Language isn’t it?”. London: Laban Centre for Movement and Dance, 1992.

PRIMO, Rosa. Ligações da dança contemporânea nas sociedades de controle. In: PEREIRA, Roberto; SOTER, Silvia. (Org.) Lições de Dança 5. Rio de Janeiro: UniverCidade, 2005. p. 107-122.

SANTOS, Airton Ricardo Tomazzoni dos. Lições de dança no baile da pós-modernidade: corpos (des)governados na mídia. 2009. 267 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2009. Disponível em: < http://goo.gl/yy5Gul>. Acesso em: 04 dez. 2015.

SCARPATO, Marta Thiago. O corpo cria, descobre e dança com Laban e Freinet. 1999. 83 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 1999. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

SILVA, Edna Christine. A dança na rede municipal de ensino de juiz de fora. Anais eletrônicos... III CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISADORES EM DANÇA (ANDA), 2014. Disponível em: . Acesso em: 05 ago. 2015.

SILVA, Edna Christine. Corpomídia na escola: uma proposta indisciplinar. 2012. 92 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, 2012. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

STRAZZACAPPA, Márcia Maria Hernández; MORANDI, Carla. Entre a arte e a docência: a formação do artista da dança. Campinas: Papirus, 2006. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

VALLE, Flavia Pilla do. Contraconduta da Criação: um estudo com alunos da graduação em dança. 2012. 157 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2012. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2015.

VEIGA-NETO, Alfredo. Foucault & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

Endereço: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8642170

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.