Ultramaratona: em Busca do Limite Humano

Por: Geovana Alves Coiceiro e Vera Lúcia de Menezes Costa.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.18 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Os esporte de aventura e risco extremo são uma realidade, e a cada dia a essas práticas vão aderindo novos adeptos, como é o caso da ultramaratona. O que chama a atenção é o desgaste físico e mental que esse “ultra” corredores se submetem, tornando essas práticas para poucas pessoas. O estudo buscou identificar os sentidos e significados que se apresentam nos discursos de praticantes de ultramaratona. Método: Estudo com abordagem de pesquisa qualitativa. Como instrumento para coleta de dados adotou-se uma entrevista semi-estruturada aplicada a 7 participantes brasileiros de ultramaratona. O método de análise do discurso foi o proposto por Orlandi (2001). Dentre as marcas imaginárias que emergiram dos discursos, destacamos os sentidos de limite, desafio, superação e imortalidade. Os depoimentos dos sujeitos de nosso estudo confirmam que há um jogo com o risco, de forma que o indivíduo possa se afirmar diante da sociedade e mostrar o seu valor. É por isso que os praticantes de ultramaratona buscam ser únicos na realização de determinado feito, pois o valor agregado à façanha é muito alto e conseguido à custa de muito engajamento. É preciso alcançar uma marca simbólica.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1710

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.