Um Estudo Comparado Sobre as Representações da Educação Física Escolar (brasil/chile, 1968-1984)

Por: Alessandra Cristina Furtado e .

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

A utilização dos impressos periódicos, especialmente, as revistas, como fontes históricas para a realização de pesquisas na área educacional, têm demonstrado a sua importância e pertinência que possibilitam ao pesquisador compreender o processo de produção do conhecimento histórico-educacional, permitindo conhecer as suas origens, evoluções, características e finalidades variadas. A pesquisa está alicerçada nos aportes teórico-metodológicas da Nova História Cultural, Educação Comparada e História dos Impressos, estabelecendo-se pelos procedimentos técnicos da Pesquisa Documental, objetivando analisar a constituição do discurso educacional da Educação Física e de suas representações, em uma perspectiva comparada entre Brasil e Chile, por meio de duas revistas especializadas: uma brasileira, a Revista Brasileira de Educação Física e Desportes (RBEFD), que ressurgiu durante o período ditatorial militar, circulando no período de 1968-1984, e outra chilena, a Educación Física-Chile (EFC), considerada a revista latino-americana mais antiga dessa especialidade, iniciada em 1929 e que ainda se encontra em circulação. O recorte temporal engloba o período em que o Brasil e o Chile estiveram sob o controle político de governos militares que chegaram ao poder por meio de golpes de estado, no entanto, o recorte utilizado refere-se ao período de circulação da revista brasileira. A comparação focaliza, principalmente, os aspectos sócio-históricos, com viés descritivo dos sistemas educacionais dos dois países, buscando identificar as diferenças estruturais sociais, econômicas, culturais e as perspectivas críticas, comprometidas com os processos de transformação das realidades, na intenção de compreender como elementos advindos de outros espaços externos à escola que a influenciaram, ou seja, de um contexto histórico e social mais amplo (NÓVOA, 1998; CHERVEL, 1990). Consideramos que o uso dessas revistas como fonte e objeto de pesquisa contribui para compreender a trajetória percorrida pela Educação Física brasileira e chilena durante o período em que ambos os países foram governados por militares, revelando o campo educacional em dimensões distintas, com as particularidades que envolvem a teoria e a prática, os sistemas escolares e processos educativos, além da formação de professores em diferentes períodos.

Referências

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria e Educação. Porto Alegre, n. 02, 1990. p. 177---229.

NÓVOA, António. Histoire & comparaison: essais sur l’education. Lisboa: Educa, 1998.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.