Um Mundo na Sombra: a Sexualidade de Idosos

Por: .

XXV ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo

Há alguns anos conseguimos observar como vem crescendo o envelhecimento populacional no Brasil. Em 2011 o número de idosos era de 20,5 milhões O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2011) afirma que, em 2020, a população idosa brasileira será de 30,9 milhões. Observações assistemáticas apontam que esse envelhecimento não vem mais marcado pelo sentimento de invalidez e/ou morbidez como antigamente, ao menos para certa parcela dos sujeitos idosos. Atualmente, essa camada da população está cada vez mais ativa, exigindo políticas específicas e garantia de direitos, entre eles, o de lazer. No que tange ao lazer do idoso, podemos observar as diversas opções criadas para esse público, tais como viagens turísticas, jogos de salão, exercícios físicos, bailes e diversos espaços de convivência, entre outros. Essas práticas podem fornecer positividade ao processo de envelhecimento, proporcionar maior integração entre os próprios idosos e oferecer oportunidades de descobrimento de variadas fontes de satisfação de vida. Nesses momentos de convivência são criados laços entre pessoas, que podem ser viúvas, que vivem realidades nas quais os filhos já constituem família, e que muitos familiares e amigos já faleceram. Desse modo, conhecem novas pessoas, fazem novos amigos e revivem a sexualidade. Apoiados em Cohen (2012), trabalhamos na perspectiva de uma sexualidade mais ampla, que deve ser compreendida de maneira não restrita ao ato sexual genital propriamente dito, mas à todas as formas humanas de expressão do desejo. Entretanto, é fácil perceber que há preconceitos e tabus em relação à sexualidade do idoso, que todos sabem, é vivida, mas ninguém discute às claras. Em uma tentativa de clarear esse mundo de sombras, temos que discutir essa sexualidade tratando-a como vida, desejo e afeto,guiados pela busca de prazer, satisfação, realização pessoal, e compreendendo que idosos podem explorar novas identidades e construir um processo de envelhecimento ativo e pleno de experiências gratificantes (Debret e Brigeiro, 2012). O objetivo deste trabalho é apresentar uma pesquisa que pretende verificar até que ponto atividades de lazer podem influenciar na sociabilidade e, mais especificamente, na sexualida de da população mais velha. A opção metodológica do estudo foi realizar uma entrevista semiestruturada, selecionada por apresentar maior interação com o público-alvo, e possibilitar maior aprofundamento e flexibilidade. A entrevista será realizada com pessoas maiores de 60 anos, na cidade de Volta Redonda (RJ), na Associação de Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda (AAP-VR), local onde acontece toda sexta-feira o Baile de Gala. Os participantes serão escolhidos entre o público presente no dia, e que já frequentem o baile há pelo menos três meses. A entrevista será gravada em vídeo para depois ser analisada e será composta por questões acerca de práticas de lazer, de sociabilidade e de sexualidade. Serão entrevistadas pessoas de ambos os sexos.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.