Uma Educação Tecida no Corpo

Por: Rosie Marie Nascimento de Medeiros.

167 páginas. 2008 15/04/2008

Send to Kindle


Resumo

Na tese afirmamos a educação como um nó de significações tecidas no corpo. Tomamos como referência para demonstração desse argumento os espetáculos Folguedos, Guarnicê e Flor do Lírio e construímos dentro desses espetáculos significações culturais, simbólicas e estéticas, que revelam a educação tecida no corpo. Educação essa que acontece não só no espaço formal da sala de aula ou da universidade, mas também no espaço da arte e na inserção dos indivíduos no mundo da cultura. Assim no decorrer da construção da tese refletimos sobre as seguintes questões: qual a construção de cultura e de arte que se tem no Grupo Parafolclórico? De que modo os espetáculos em suas tessituras nos trazem elementos significativos que possam compor uma ação educativa? Como objetivos buscamos problematizar as dicotomias presentes nos conceitos de arte e de cultura; sistematizar criticamente um trabalho de produção artística, cultural e educativa no grupo, além de ampliar a compreensão de educação, considerando as experiências do corpo. A atitude fenomenológica de Merleau-Ponty apresenta-se como referência metodológica desse estudo, referência essa que coloca o conhecimento enquanto resultado de nossa experiência no mundo. Assim, considera-se a experiência do pesquisador nos três espetáculos em pauta, representados por cenas descritas, enquanto bailarina e espectadora. Destarte compreendemos que Folguedos, Guarnicê e Flor do Lírio, em suas linguagens artística, estética e cultural, permitem inúmeras significações que se dão no corpo, que convidam a percepção e ampliam a experiência dos sujeitos, evidenciando uma educação que permite e vislumbra o conhecimento, que busca novas sensações e experiências, que nos mostram nossa intimidade com o mundo, com os objetos e com o outro. A arte é compreendida como virtualidade, como criação humana que transpõe a realidade e que permite inúmeras leituras e experiências, já que a cada percepção podemos reconhecer e conheces novos horizontes, tendo como material e base à cultura. Essa comporta o heterogêneo, não se encontra fechada, mas que os indivíduos nela inseridos conseguem interpretar e reconhecer os símbolos por eles criados da mesma forma, ratificando uma unidade. A arte e a cultura, portanto nos apresentam evidencias significativas de uma educação tecida no corpo
 

Endereço: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/1414

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.