Uma Etnografia Como Possibilidade de Compreensão das Concepções Estabelecidas Pelos Agentes Escolares Para os Episódios de Violências em Duas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Gravataí/rs

Por: , Gabriel Gules Goularte, Leandro Oliveira Rocha e .

REBESCOLAR - Revista Brasileira de Educação Física Escolar - v.1 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo, um re­corte da dissertação de mes­trado intitulada “Violências na Escola: uma etnografia em duas escolas da Rede Munici­pal de Gravataí” apresentada ao Programa de Pós-Gradua­ção em Ciências do Movimen­to Humano/UFRGS, tratou de analisar a concepção sugeri­da pelos professores de Edu­cação Física e membros das equipes diretivas para o en­tendimento das manifestações de violências e as possíveis repercussões que fenômenos desta ordem causam no con­texto da escola a partir de uma etnografia realizada em duas instituições de ensino no ano de 2014. Para tanto, pro­pomos realizar a interpreta­ção das informações coleta­das procurando estabelecer um mosaico que compusesse a visão dos agentes escolares para a convivência das institui­ções de ensino e seus proces­sos de escolarização estabele­cidos a partir da aproximação com as realidades singulares dos bairros onde estão inse­ridas. Como principais mar­cadores das interferências de violências identificadas pelos participantes do estudo, des­tacamos o tráfico de drogas e o desfavorecimento social

Endereço: http://www.rebescolar.com/#!resumo--a1v1agosto2015---art6/c8s7

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.