Uma Interpretação dos Cuidados Corporais a Partir dos Usuários de Um Programa da Rede Pública de Saúde na Cidade de Vitória/es

Por: Felipe Quintão de Almeida, Ivan Gomes e Thacia Varnier.

Motrivivência - v.28 - n.47 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Este artigo trata de temáticas relacionadas com a Educação em Saúde e o comportamento de risco. Teve como objetivo investigar como os usuários lidam com as informações que recebem de um programa de Educação em Saúde, oferecido nas Unidades Básicas de Saúde da cidade de Vitória no Estado do Espírito Santo/Brasil, voltado para a intervenção de indivíduos com sobrepeso e obesos. Os instrumentos metodológicos utilizados foram observação participante, entrevistas semiestruturadas e a experimentação da técnica Narrativas de Mapas Corporais. Após as análises, conclui que os indivíduos apresentaram comportamentos de conformidade ao absorverem e transportarem as condutas orientadas pelos especialistas para o seu cotidiano. Tal constatação pode estar atrelada ao fato de que, na sociedade contemporânea, o modelo de viver bem é o estilo de vida saudável, no qual a “naturalização” desses ideais acaba por contribuir na aceitação dessas normas ao acreditarem que essa seria a única forma correta de vida.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2016v28n47p31

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.