Uma Proposta de Preparação Para Equipes Jovens de Voleibol Feminino

Por: Antonio Rizola Neto.

2008 15/12/2008

Send to Kindle


Resumo

O Brasil vem apresentando desde a década de 80, resultados expressivos em nível internacional nas categorias de base (infanto-juvenil e juvenil), condição indispensável para o sucesso das equipes adultas. Em 1987 a Seleção Brasileira Juvenil sagrou-se Campeã Mundial (na Coréia do Sul); em 1989, a seleção brasileira foi vice-campeã mundial no primeiro Campeonato Mundial Infanto-juvenil realizado no Brasil; no mesmo ano, a equipe Juvenil Brasileira foi bi-campeã mundial, no Peru. Não se pode tratar separadamente, preparação física, técnica, tática e psicológica, como se percebe ao revisar a literatura desportiva. A estrutura do processo de treinamento, o trabalho multidisciplinar, a sistematização do treinamento, a evolução tática individual e coletiva, a evolução física, a integração social, a qualidade de vida, a saúde das atletas, o equilíbrio emocional durante a competição, pontos relevantes no moderno processo de preparação do desportista. Trata-se de uma proposta de treinamento global para jovens atletas de voleibol feminino, tendo como referência o modelo desenvolvido com a Seleção Brasileira durante a preparação para o Campeonato Mundial Juvenil de Voleibol Feminino (2001), respeitando o princípio da individualidade da preparação e, tendo presente a perspectiva da preparação de muitos anos. Trata-se de um procedimento de estruturação da carga estudado para atletas de qualificação superior, adaptado para a categoria juvenil; fundamenta-se no princípio de que o aperfeiçoamento da maestria técnica e, do estado de preparação condicional especial são componentes estreitamente interconexos e interdependentes do sistema plurianual de preparação; baseia-se na utilização predominante dos meios de preparação condicional especial precedente ao trabalho de profundidade sobre a técnica objetivando a qualidade e a precisão das ações competitivas; no treinamento tático aborda estratégias para aperfeiçoar as decisões sobre o que fazer, como fazer e quando fazer; no treinamento psicológico, aborda meios de desenvolvimento da motivação, controle da ansiedade, integração do grupo e busca constante de objetivos. O objetivo maior foi apresentar um modelo de preparação, que se saiu vencedor, e também abrir discussões praticas e acadêmicas sobre a metodologia aplicada na preparação de jovens atletas de voleibol. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000315914&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.