Unidade na Diversidade: Desafios Para a Educação Física no Século XXI

Por: Gabriela M. Ribeiro, Luis Carlos Rigo e .

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.16 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Os primeiros cursos de mestrado da Educação Física brasileira remetem ao final da década de 1970. Em 2010, a área contava com 21 cursos de mestrado e nove de doutorado. Apesar desse avanço, é fundamental fazer uma avaliação constante dos caminhos que a pós-graduação vem trilhando. Nesse sentido, este artigo tem como objetivo principal diagnosticar e analisar a situação da pós-graduação no período de 2007 a 2011, mais especificamente os efeitos do qualis periódico na configuração da área. A metodologia do estudo compreendeu uma consulta aos sítios dos 21 programas de pós-graduação em Educação Física e uma análise dos Cadernos de Indicadores da Capes dos anos de 2007, 2008 e 2009. Os dados indicaram que em 2011 havia 260 pesquisadores atuando na área relacionada com as Ciências Biológicas e da Saúde e 142 na área relacionada com as Ciências Sociais e Humanas. Essa diferença numérica entre as duas áreas é maior nos programas com conceito 5 e 6. O estudo mostrou também que a adoção de um qualis periódico construído a partir de princípios das Ciências Biológicas e da Saúde é incapaz de contemplar a diversidade da Educação Física, contribuindo com o esvaziamento da área das Ciências Sociais e Humanas. Nesse sentido, visando atender à diversidade constituinte da Educação Física (Ciências Biológicas e da Saúde e Ciências Sociais e Humanas) e evitar uma maior fragmentação da área, propomos alguns parâmetros para balizar a construção de um novo qualis periódico para a área 21.

Endereço: http://www.sbafs.org.br/_artigos/482.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.