Uso de Esteróides Anabólico-androgênicos e Aceleradores Metabólicos Entre Professores de Educação Física Que Atuam em Academias de Ginástica

Por: Alexandre Palma e Monique Assis.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.27 - n.1 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Os objetivos do presente estudo foram identificar o quantitativo de professores de educação física atuantes em academias de ginástica usuários de esteróides anabólico-androgênicos (EAA) e aceleradores metabólicos (AM), bem como, as razões que conduzem os professores a fazer uso de tais substâncias químicas. Para tanto, foram investigados 305 professores por meio de um questionário. O levantamento permitiu observar que 38,69% já fez uso de AM na vida; 25,57% de EAA; 17,38% das duas drogas; enquanto, 53,44% nunca fez uso essas drogas na vida. Embora não se tenha uma base comparativa, pode-se concluir que os valores de prevalência para uso de AM e EAA em professores de educação física parece estar elevado, pois se espera que esses profissionais desencorajem o uso de drogas.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/135

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.