Utilização de Espaços Públicos de Lazer: Associação com Variáveis Individuais e Ambientais em Adultos de Curitiba-pr

Por: Ciro Romelio R. Añez e .

197 páginas. 2012 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Evidências indicam que a utilização de espaços públicos de lazer (EPL) está associada com maiores níveis de atividade física (AF), assim como o bem estar físico, psicológico e social dos seus frequentadores. É sugerido que variáveis pessoais e ambientais possam estar associadas com o uso dos locais. Contudo, estes resultados são baseados em pesquisas realizadas em países de renda elevada, o que pode não representar a realidade brasileira. A Tese foi estruturada no formato de estudos que compuseram quatro principais capítulos. No estudo 1, de revisão, os objetivos foram: sintetizar as evidências sobre a) o perfil dos frequentadores de EPL; b) a frequência de utilização; e c) as variáveis associadas com o uso dos locais. O objetivo do estudo 2 foi identificar como as características sociodemográficas, a percepção de qualidade de vida, os indicadores de saúde e a percepção sobre o local estão associados com a utilização de EPL. No estudo 3, o objetivo foi verificar a associação entre a percepção do ambiente do bairro com a utilização de EPL. E, por fim, o estudo 4 teve como objetivo analisar a associação entre a utilização dos EPL com o tipo de AF´s praticadas por adultos de Curitiba-PR. No estudo 1, a revisão sistemática foi realizada nas bases Lilacs, SciELO, PubMed e Web of Science. Para responder os objetivos dos estudos 2, 3 e 4 foi realizado um inquérito domiciliar transversal com 1.461 adultos moradores do entorno de 500 metros de oito EPL, intencionalmente selecionados em bairros com diferentes características socioeconômicas e ambientais para a realização de AF’s. No estudo 2 as variáveis analisadas foram as características sociodemográficas (sexo, idade, nível econômico, escolaridade e situação conjugal), de saúde (índice de massa corporal, percepção de saúde e número de morbidades), de qualidade de vida (percepção sobre a qualidade de vida, ambiente físico, oportunidades de lazer e satisfação pessoal) e a percepção sobre o EPL. No estudo 3 o ambiente percebido foi avaliado com a Neighborhood Environmental Walkability Scale (NEWS) e analisadas 12 características de três grupos de variáveis potencialmente associadas com uso de EPL (estética, segurança no tráfego e contra crimes). Também foi computada uma variável que representou a quantidade de atributos positivos do ambiente do bairro. No estudo 4 a realização de AF’s foi avaliada com o módulo de lazer da versão longa do International Physical Activity Questionnaire (IPAQ). Os níveis de AF foram classificados em duas categorias e considerados “suficientemente ativos” aqueles que realizavam ≥150 min/sem de caminhada, AF moderada ou AF de intensidade moderada a vigorosa (AFMV). Os dados foram analisados no software STATA utilizando os testes de quiquadrado para heterogeneidade e tendência linear e as associações estratificadas por sexo em modelos brutos e ajustados com a regressão de Poisson (RP) e logística ordinal (OR), a depender do estudo e das categorias das variáveis independentes e dependentes. Os resultados do estudo 1 mostram que a) os EPL são predominantemente utilizados por homens e adultos jovens; b) a mediana de uso dos locais ≥1 vez/sem é de 53% e c) idade e prática de AFfísica foram consistentemente associados com o uso dos locais. No estudo 2, idade (RP: 1,90; IC95%: 1,41-2,57), escolaridade (RP: 0,72; IC95%: 0,57-0,91), índice de massa corporal (RP: 1,08; IC95%: 1,03-1,13), qualidade de vida (RP: 1,28; IC95%: 1,02-1,59), oportunidade de lazer (RP: 1,15; IC95%: 1,07-1,24) e gosto pelo local (RP: 2,02; IC95%: 1,64-2,49) foram associados com o uso dos EPL. No estudo 3, a presença de atrativos (homens OR: 2,07; IC95%: 1,57-2,73), tráfego intenso (homens OR: 1,58; IC95%: 1,04-2,40), árvores (mulheres OR: 1,58; IC95%: 1,04-2,39) e o conjunto de atributos do ambiente do bairro (homens OR: 2,31; IC95%: 1,27-4,20) foram associados com maior frequência de uso de EPL. E, por fim, no estudo 4, a maior utilização dos EPL está positivamente associada com a realização de caminhada (homens RP: 5,96; IC95%: 2,86-12,41 / mulheres RP: 4,63; IC95%: 2,67-8,04) e AFMV (homens RP: 1,99; IC95%: 1,27-3,11). Os resultados devem guiar intervenções e auxiliar os gestores na tomada de decisões para facilitar o uso de EPL pela população e a promoção da AF a nível comunitário. É urgente a realização de estudos longitudinais e de intervenção, assim como a aproximação de profissionais das áreas do lazer, saúde, engenharia, arquitetura e planejamento urbano, para melhor compreender os aspectos individuais, sociais e ambientais que podem influenciar o comportamento humano relacionados com o uso de EPL e a realização de AF’s.  

Endereço: http://dspace.c3sl.ufpr.br:8080/dspace/handle/1884/27982

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.