Utilização da Frequência Cardíaca Para a Determinação da Intensidade de Esforço Correspondente Ao Limiar Anaeróbio no Ciclismo de Campo

Por: Pedro Balikian Junior.

Motriz - v.3 - n.1 - 1997

Send to Kindle


Resumo

Em função do princípio de especificidade, têm-se
procurado realizar as avaliações em atletas, no próprio
campo de prática esportiva. Entretanto, para o ciclismo,
estes procedimentos não estão totalmente fundamentados.
O presente estudo apresentou como objetivo, verificar se
a frequência cardíaca (FC), obtida a partir de três
diferentes protocolos, sendo dois de laboratório e um de
campo, é capaz de determinar a intensidade de esforço
correspondente ao LA. Onze sujeitos do sexo masculino
realizaram os seguintes protocolos: 1) contínuo
progressivo de laboratório (CPL), carga inicial 80 W, com
incrementos de 40 W a cada 3 min até a exaustão
voluntária; 2) intermitente de laboratório (IL), 2 cargas de
5 min de duração cada, a 1a sublimiar e a 2a supralimiar;
3) intermitente de pista (IP), 3 repetições de 2400 m,
realizadas á 85, 90 e 95 % da máxima velocidade para o
percurso. Durante os testes foram coletados a FC e
amostras de sangue (25μl), ao final de cada carga para a
determinação do LA. Para o teste CPL adotou-se 3,5 mM
de lactato como LA e para os testes IL e IP o valor de 4
mM de lactato como LA; 4) esforço contínuo de 30 min
(CP), em uma pista reta e plana de 2400 m, utilizando as
próprias bicicletas de competição, a partir das diferentes
FC obtidas nos testes realizados previamente. Amostras
de sangue foram coletadas a fim de se observar se os
sujeitos apresentavam fase estável de lactato sanguíneo
(aumento ≤ 1 mM entre o 10o e o 30o min.). Observou-se
diferenças significantes referentes aos valores de LA,
entre os testes IL e CPL, sendo a carga (W) maior e a FC
menor na primeira condição. Entretanto, entre os testes IL
e IP, esta diferença não foi verificada quanto a FC de LA.
Durante os 30 min do teste CP realizado a partir da FC
obtida no teste CPL observou-se incremento maior que 1mM na concentração de lactato. Entretanto este
incremento não foi observado no teste CP realizado a
partir da FC obtida nos testes IL e IP. Os protocolos
intermitentes, desenvolvidos em campo e laboratório,
apresentam valores de FC correspondentes ao LA.
Entretanto a FC obtida a partir do teste CPL,
superestimou, para a maioria dos sujeitos, a intensidade
correspondente ao LA.
Apoio Financeiro: CNPq

Endereço: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/03n1/09_10RESU.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.