Utilização de Indicadores Antropométricos e Metabólicos na Predição da Síndrome Metabólica em Crianças

Por: Aparecido Pimentel Ferreira, Cristiane Batisti Ferreira, édis Rodrigues Junior, e Otávio de Tolêdo Nóbrega.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.19 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Verificar os indicadores antropométricos e metabólicos preditores da síndrome metabólica em crianças. Métodos: Estudo transversal realizado em 109 crianças de 7 a 11 anos. Utilizou-se o critério National Cholesterol Education Program para o diagnóstico da síndrome metabólica, adaptado à idade. Como possíveis preditores foram testadas variáveis antropométricas e metabólicas. Os dados foram analisados a partir da técnica das curvas ROC (receiver operating characteristic), determinando assim os valores de sensibilidade e especificidade. Resultados: Os principais indicadores antropométricos e metabólicos com capacidade de predição da síndrome metabólica foram o percentual de gordura = 0,89, a circunferência da cintura = 0,89, o índice de massa corporal = 0,92, a insulina = 0,93, o índice do HOMA = 0,93 e a pressão arterial sistólica = 0,84. Conclusão: Verificou-se por meio dos valores de sensibilidade e especificidade que a síndrome metabólica pode ser predita por indicadores antropométricos e metabólicos.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/2369

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.