Utilização do índice de Massa Corporal e Dobra Cutânea Tricipital Como Indicadores de Adiposidade Corporal

Por: Rômulo Araújo Fernandes.

Revista da Educação Física - UEM - v.18 - n.1 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi medir a concordância entre Índice de Massa Corporal (IMC) e dobra cutânea tricipital na correta identificação do estado nutricional em crianças. A amostra foi composta por 137 crianças de ambos os sexos (12,4±1,8 anos), das quais foram medidos o peso corporal, a estatura, oito dobras cutâneas, circunferências de cintura, quadril e gordura corporal. O nível de significância adotado foi de P < 0,05. Houve correlação entre todos os indicadores de adiposidade corporal e o IMC e a dobra tricipital, exceto para a relação cintura-quadril no sexo feminino. No sexo masculino, o índice Kappa oscilou de 0,45 a 0,71, e no sexo feminino, de 0,10 a 0,63. Os resultados indicam que o IMC e a dobra cutânea tricipital apresentaram resultados similares na identificação do estado nutricional. Contudo, quando comparado à dobra cutânea tricipital, o índice de massa corporal constitui uma ferramenta mais simples para a identificação do estado nutricional.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3280/2380

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.