Validação de Teste com Ações Motoras Específicas do Vôlei de Praia

Por: Ivomary Ramos da Silva Missaka.

88 páginas. 2014 21/10/2014

Send to Kindle


Resumo

A avaliação do desempenho esportivo, por meio de testes físicos, é de fundamental importância para um eficaz planejamento, pois reflete o estado atlético do atleta decorrente da prática sistemática da modalidade. O objetivo deste estudo foi validar um teste com ações motoras específicas do Vôlei de Praia (VP). Para tanto participaram da presente pesquisa 37 atletas de vôlei de praia com idade entre 16 e 20 anos, divididos em dois grupos, conforme as categorias Sub19 (13 meninas e 14 rapazes) e Sub21 (4 meninas e 6 rapazes), confederados, e com no mínimo 1 ano de prática competitiva. A tarefa do teste específico consistiu em o atleta executar uma sequência de padrões de movimentos préestabelecidos (saltos de saque e ataque, bloqueio, queda e deslocamentos), em um menor tempo possível. O teste específico foi aplicado em dois momentos, teste e reteste, com 48 horas de descanso entre eles. Para analisar as respostas fisiológicas, os sujeitos foram monitorados quanto à intensidade de esforço momentânea por meio da FCmáx, [LA] e PSE. Para a análise estatística, foi utilizado o Coeficiente de Correlação Intraclasse (CCI) e o Erro Típico de Medida (ETM) para verificar a reprodutibilidade do teste e reteste, e para a confiabilidade o Alpha de Cronbach. A correlação do tempo de execução do teste com as variáveis FCmáx, [LA] e PSE foi analisada por meio do coeficiente de correlação de Spearman. Na comparação do desempenho dos atletas no teste entre as categorias Sub19 e Sub21 foi utilizado o teste de Mann-Whitney, enquanto o teste de Wilcoxon foi usado na comparação do desempenho entre o teste e reteste. As análises foram realizadas pelo software SPSS20.0 e o nível de significância adotado foi de P<0,05. O Tmédio e o Ttotal de execução do teste e reteste apresentaram forte correlação, baixo erro típico de medida e excelente consistência interna (CCI= 0,90, ETM= 0,68 e 2,71, α = 0,93 e 0,93, respectivamente na categoria Sub19) e (CCI= 0,89, ETM= 0,51 e 2,03, α = 0,94, respectivamente na categoria Sub21). Os resultados deste estudo demonstraram que o teste desenvolvido oferece informações confiáveis e válidas que permitem avaliar o desempenho físico de atletas por meio das ações motoras específicas do VP. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000195783

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.