Validação de Método Para Mensuração do Comportamento Sedentário em Pessoas Idosas

Por: Fernanda Aparecida Lopes Magno.

2017 22/02/2017

Send to Kindle


Resumo

O contingente de estudos acerca do comportamento sedentário (CS) e a saúde do idoso têm ganhado grandes proporções na última década. Com o surgimento de novas tecnologias, a exposição deste grupo etário ao CS tem aumentado, acarretando prejuízos na saúde dos idosos. Sendo assim, a medida de tal comportamento torna-se importante para a saúde pública. Deste modo, o presente estudo teve como objetivos: a) realizar uma revisão integrativa sobre os aspectos metodológicos do acelerômetro, medida objetiva utilizada para medir o CS; e b) adaptar e validar o questionário “Measure of Older Adults Sedentary Time” (MOST) em idosos brasileiros. Inicialmente foi realizada uma pesquisa bibliográfica de estudos relacionados a utilização de acelerômetros para mensuração do CS na população idosa, na qual deu-se enfoque na descrição dos aspectos metodológicos, para melhor compreensão da utilização dos mesmos. O processo de adaptação e validação do MOST seguiu critérios para clareza, validade de conteúdo e concorrente. Após obter a versão final adaptada, o MOST foi aplicado em 57 idosos (68,7±3,47 anos), em teste e reteste, juntamente com a utilização do acelerômetro ActiGraph,wGT3X-BT por sete dias. O MOST adaptado apresentou índices de conteúdo (IVC) de 100% e clareza (IC) de 98,2%. O índice de correlação intraclasse (CCI) foi de 0,72 (IC95%: 0,56-082) para o tempo total em CS pelo MOST. As correlações foram regulares para o MOST e o acelerômetro (r=0,37) e entre teste e reteste do MOST (r=0,24), no entanto foi significativa apenas entre MOST e acelerômetro. Os gráficos de Bland-Altman indicaram tendência de subestimação no MOST comparado ao acelerômetro, com viés de medida de -1101,4 min/sem (1129,0; -3331,8 min/sem). A média do tempo em CS do MOST e acelerômetro foram 2291,4±173,7 e 3515,6±505,5 min/sem, respectivamente. Portanto, o MOST adaptado torna-se disponível para medir o tempo despendido em CS em idosos brasileiros, colaborando para o desenvolvimento de futuras pesquisas obtendo dados importantes para a saúde pública.

Endereço: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/376

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.