Validação de Dois Protocolos Para Determinação do Limiar Anaeróbio em Natação

Por: Alessandro Moura Zagatto, Claudio Alexandre Gobatto, Marcelo Papoti e Ricardo Rocha Pereira.

Motriz - v.8 - n.2 - 2002

Send to Kindle


Resumo

objetivo do presente estudo foi analisar dois protocolos incrementais nas distâncias de 200 m e 400 m para determinação do limiar anaeróbio (LAN) e comparar com a velocidade da máxima fase estável de lactato (VMFEL). Participaram do estudo, 8 nadadores em 3 protocolos. Nos testes incrementais, as velocidades foram de 85, 90 e 100% da máxima para o percurso, e o LAN foi assumido como a velocidade correspondente a 3,5 mM de lactato. Para determinar a VMFEL, foram realizadas 3 séries de 2000 m, com diferentes velocidades e coletas de sangue (25 ml) a cada 400 m. A VMFEL foi assumida quando as variações do lactato entre 800 e 2000 m foram inferiores a 1,0 mM. Nossos resultados mostraram que a VLAN200 (1,40 ± 0,08 m/s) e a VLAN400 (1,38 ± 0,08 m/s) não são diferentes, e foram similares (ANOVA, P < 0,05) e correlacionadas (r = 0,88 e 0,96, respectivamente) com a VMFEL (1,33 ± 0,07 m/s). Os dados mostram que, estatisticamente, ambos os protocolos podem ser utilizados para avaliação da capacidade aeróbia e monitoramento do treinamento de equipes de natação. Palavras-chave: Limiar anaeróbio; lactato, natação; performance na natação; treinamento; máxima fase estável de lactato.

Endereço: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/08n2/Pereira.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.