Validação e Confiabilidade: Instrumento Para Avaliação de Serviços Que Tratam Tuberculose

Por: Aline Ale Beraldo, Anneliese Domingues Wysocki, Antonio Ruffino Netto, Ewerton William Gome, Gabriela Tavares Magnabosco, Jordana de Almeida Nogueira, Lucia Marina Scatena, Maria Eugênia Firmino Brunello e Reinaldo Antonio Silva Sobrinho.

Revista de Saúde Pública - v.49 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Analisar a validade e confiabilidade de instrumento de avaliação da estrutura dos serviços de atenção básica para o tratamento da tuberculose.Estudo transversal com amostragem aleatória simples para 1.037 profissionais de saúde de cinco municípios (Natal, RN; Cabedelo, PB; Foz do Iguaçu, PR; São José do Rio Preto, SP e Uberaba, MG) em 2011. Foram identificados e validados indicadores estruturais, considerando as diferentes modalidades de organização do sistema de saúde de municípios de diferentes portes populacionais. A “estrutura” correspondeu aos recursos existentes para a execução dos serviços: físicos (equipamentos, materiais de consumo e instalações); humanos (número e qualificação); e fontes para manutenção da infraestrutura e da tecnologia existente, entendida como organização do serviço de saúde. Os procedimentos estatísticos utilizados no processo de validação foram análise de confiabilidade, análise fatorial exploratória e confirmatória.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102015000100213&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.