Validação de Equações Antropométricas Para a Estimativa da Massa Muscular Por Meio de Absortometria Radiológica de Dupla Energia em Universitários do Sexo Masculino

Por: Luís Alberto Gobbo.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.14 - n.4 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Diferentes equações antropométricas têm sido desenvolvidas e validadas para uso em populações distintas, a partir de modelos multicompartimentais. A absortometria radiológica de dupla energia (DEXA) é uma alternativa multicompartimental de avaliação da composição corporal, ainda pouco utilizada no Brasil para validação e desenvolvimento de equações antropométricas, sobretudo para predição da massa muscular (MM). Assim, o objetivo deste estudo foi validar equações antropométricas para estimativa da MM a partir da DEXA, em universitários brasileiros do sexo masculino. Para tanto, 131 adultos entre 18 e 36 anos (73,9 ± 9,7kg; 177,6 ± 6,4cm; MM = 32,1 ± 3,6kg) foram avaliados por meio da DEXA e de medidas antropométricas (massa corporal, estatura, circunferências e espessura de dobras cutâneas), e analisados mediante utilização de quatro equações preditivas da MM. Foram utilizadas as seguintes análises: estatística descritiva, procedimentos de validação cruzada e análise de concordância (CCI e Bland e Altman). A equação 3 [MM (kg) = E.(0,00744.CBrC2 + 0,00088.CCxC2 + 0,00441.CPantC2) + 2,4.S - 0,048.Id + R + 7,8] de Lee et al. (Am J Clin Nutr 2000;72:796-803) apresentou validade concorrente, para a avaliação da MM (t = 1,13; r = 0,83; EPE = 2,08; diferença média [d] = 0,21). Além desta, a equação 4, dos mesmos autores [MM (kg) = 0,244.MC + 7,8.E + 6,6.S - 0,098.Id + R - 3,3], com baixos valores de EPE (2,20), erro constante (- 0,72), erro total (2,72) e d (- 0,77) e boas concordâncias (moderada a alta) foi sugerida para utilização na amostra estudada. Novos estudos de validação são sugeridos em amostras diferentes, mediante o uso de DEXA como método de referência. Da mesma forma, sugere-se maior utilização de equações antropométricas para avaliação da MM, sobretudo para o monitoramento das alterações na massa muscular em relação aos processos de crescimento, desenvolvimento e envelhecimento e na avaliação do treinamento físico e esportivo.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v14n4/v14n4a11.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.