Validação de Equações Preditivas da área de Secção Transversa do Tronco

Por: Antonio José Silva, Daniel Almeida Marinho, Jean Erik Mejias, Jorge Estrela Morais, Mário Jorge Costa e Tiago Manuel Barbosa.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.13 - n.6 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objectivo do estudo foi desenvolver e validar equações preditivas da área de secção transversa do tronco humano, Os modelos foram desenvolvidos para o sexo masculino e de acordo com o nível competitivo, A amostra foi composta por 152 sujeitos, todos praticantes de Natação Pura desportiva, com idades entre os 10 e os 32 anos de idade, Para o desenvolvimento dos modelos foi utilizado um grupo de sujeitos para estimar a equação e um outro para validar. Foram avaliadas as seguintes características antropométricas: (i) massa corporal; (ii) estatura; (iii) diâmetro bi-acromial; (iv) diâmetro tóraco-sagital; (v) perímetro peitoral e (vi) área de secção transversal do tronco. Os modelos preditivos foram desenvolvidos através de análise de regressão linear múltipla passo-a-passo e num dos casos, com recurso ao nível competitivo enquanto variável dummy. Todos os modelos desenvolvidos incluíram como variáveis independentes o diâmetro tóraco-sagital e o perímetro peitoral (0,32 ≤ R2 ≤ 0,48; P < 0,01). No processo de validação entre as áreas de secção transversal do tronco medida e estimada, não se verificaram diferenças significativas entre valores médios (P > 0,05), as regressões lineares simples foram moderadas (0,23 ≤ R2 ≤ 0,39; 0,01 ≤ P ≤ 0,001) e o critério de Bland Altman foi em todos os casos cumprido. Pode concluir-se que os modelos desenvolvidos para nadadores masculinos, e de acordo com o nível competitivo, predizem com validade a área de secção transversa do tronco de nadadores.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2011v13n6p461

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.