Validade de Critério e Equivalência de Mensuração da Escala Physical Activity Rating em Idosos

Por: Antonio Carlos Ponce de Leon, Geraldo de Albuquerque Maranhão Neto e Paulo de Tarso Veras Farinati.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.16 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Apesar de sua importância, a avaliação da aptidão cardiorrespiratória em idosos mostra-se difícil em virtude das condições clínicas e funcionais dessa população. Alternativas mais acessíveis que possibilitem essa avaliação sem a realização de exercícios seriam importantes. Muitas delas utilizam como instrumento para detectar o nível de atividade física a escala Physical Activity Rating (PA-R). O presente estudo teve como objetivo verificar a validade de critério da versão em português da PA-R e a sua equivalência com a versão original. Foram incluídos 98 idosos (43 mulheres) com idades entre 60 e 91 anos, atendidos pelo Núcleo de Atenção ao Idosos (NAI) da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI-UERJ). Após o preenchimento da escala, os escores obtidos foram correlacionados com o valor de VO2pico medido durante teste de exercício cardiopulmonar máximo em cicloergômetro de membros inferiores. Os resultados encontrados (r=0,61 para amostra completa; 0,59 em homens; 0,70 em mulheres) sugeriram a validade da escala e foram similares aos obtidos pela versão original, o que indica a equivalência de mensuração da mesma. Recomenda-se com isso, a utilização da PA-R em indivíduos idosos. Contudo, é necessário o desenvolvimento de novos estudos com diferentes faixas etárias para que os achados possam ser generalizados.

Endereço: http://www.sbafs.org.br/_artigos/474.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.