Valores de Consumo Máximo de Oxigênio Determinados Pelo Teste Cardiopulmonar em Adolescentes: Uma Proposta de Classificação

Por: Anabel N. Rodrigues, , Gláucia R. Abreu, Luciana Carletti e Nazaré S. Bissoli.

Jornal de Pediatria - v.82 - n.6 - 2006

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: A identificação de valores populacionais do consumo máximo de oxigênio (VO2 máx) auxilia nos estudos que se propõem a relacionar a aptidão física ao risco cardiovascular, bem como na prescrição do exercício e na análise do efeito do treinamento. Em amostras de adolescentes da população brasileira, ainda não existem informações para classificação desse parâmetro. Portanto, a proposta inédita deste estudo foi de determinar os valores médios de VO2 máx de uma amostra da população brasileira. MÉTODOS: Foi selecionada aleatoriamente uma amostra de 380 escolares (177 meninos e 203 meninas) da rede pública de Vitória (ES), com idade de 10 a 14 anos. Após avaliação antropométrica, foram submetidos a teste cardiopulmonar para medida direta do VO2 máx, cujos valores foram classificados de acordo com o quintil calculado a partir da amostra estudada. RESULTADOS: Os valores médios de VO2 máx encontrados para os meninos foram de 42,95 a 49,55 mL.kg-1.min-1 e, nas meninas, entre 36,76 e 38,29 mL.kg-1.min-1. CONCLUSÕES: O presente trabalho propõe faixas de valores médios de VO2 máx como parâmetro para classificação de aptidão cardiorrespiratória, além de contribuir para a definição dos valores de normalidade da população brasileira. Essa classificação auxilia também no estabelecimento de pontos de corte para estudos posteriores.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0021-75572006000800006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.