Valores de Referência do Teste do Esfigmomanômetro Modificado Para Avaliação Clínica da Força Muscular de Membros Superiores, Membros Inferiores e Tronco

Por: Poliana do Amaral Benfica.

136 páginas. 2017 20/02/2017

Send to Kindle


Resumo

A avaliação da força muscular é usualmente realizada em ambientes clínicos. Dentre os métodos para mensurar este desfecho, o teste do esfigmomanômetro modificado (TEM) é considerado promissor, uma vez que fornece valores objetivos e apresenta baixo custo. Apesar do TEM apresentar adequadas propriedades de medida para vários grupos musculares e diferentes populações, as informações sobre os valoresde referência ainda são escassas e incompletas. Considerando que os valores de referência são relevantes no contexto clínico, uma vez que possibilitam a interpretação dos resultados das avaliações e o estabelecimento de metas apropriadas para o tratamento, o objetivo deste estudo foi determinar os valores de referência para dois métodos de utilização do TEM para avaliação da força muscular de 22 grupos musculares de membros superiores, inferiores e tronco em indivíduossaudáveis. A força de 20 músculos bilaterais (flexores e extensores de ombro, cotovelo, punho, quadril, joelho e tornozelo; abdutores de ombro e quadril; preensores palmares; pinças polpa-a-polpa, trípode e lateral; e flexores laterais e rotadores do tronco) e dois unilaterais (flexores e extensores do tronco) de 120 indivíduos, 60 do sexo masculino e 60 do sexo feminino (entre 20-79 anos de idade), foi avaliada com o TEM com adaptação da bolsa e com o TEM não adaptado.A avaliação foi realizada em um único dia por dois examinadores treinados: um deles realizou as mensurações da força muscular, enquanto o outro fez a leitura e o registro dos valores. Estatísticas descritivas foram utilizadas para a caracterização da amostra e para apresentação dos valores de referência. Análise de regressão múltipla foi utilizada para se verificar o efeito de cada uma das variáveis independentes (sexo, idade, lado) na variável dependente (força muscular de cada um dos 22 grupos musculares avaliada por cada um dos dois métodos do TEM) e, com isso, determinar a forma mais adequada para apresentar os valores dereferência. Para cada método do TEM, valores de referência da força muscular foram determinados para cada subgrupo: sexo (masculino/feminino), faixa etária (2029,30-39, 40-49, 50-59, 60-69 e 70-79) e lado (dominante/não dominante e direito e esquerdo), como vem sendo tradicionalmente apresentado em estudos com objetivos similares.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUOS-AUMM24

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.