Valores Olímpicos e Moral nas Artes Marciais: Bushido, Fair Play e Areté

Por: Gilmar Souza.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução: O judô é uma modalidade criada no Japão no final do século XIX,
período de intensas mutações políticas e econômicas, como a abertura do
mercado japonês. Estas, mescladas a conflitos internacionais e dificuldades
sociais fizeram com que muitos buscassem melhor sorte em outras terras. O
Brasil se destacou devido às tais mutações que a época propiciava, recebeu
imigrantes e sofreu influências culturais destes, produzindo uma cultura própria.
Objetivo: Este trabalho procura analisar e entender os fatos da trajetória do
judô no Brasil, contribuindo com uma espécie de estudo ainda pobre no Brasil;
o entendimento e a valorização do processo de formação cultural nipo-brasileiro.
Método: Propondo um estudo sobre os precursores do judô no Brasil,
destacando os imigrantes japoneses no Brasil, fazendo-se necessário partir desde
as origens da modalidade, chegando às impreteríveis relações internacionais.
Assim sendo, o objeto de estudo está além das fronteiras nacionais e além da
modalidade esportiva que envolveu apenas um determinado grupo de pessoas.
Após a imigração o Brasil nunca mais seria a mesmo. Recebeu do povo japonês,
cultura, artes, idioma, técnica de plantio. As manifestações artísticas, esportivas
e culturais representavam para os imigrantes algo maior do que a preservação
dos valores de sua terra natal. Significava também uma comunicação com outras
colônias espalhadas pelas diferentes regiões, podendo ser elas japonesas ou
não. Conclusão: A diversidade de origens sociais entre os atletas medalhistas
olímpicos brasileiros faz sugerir uma desigualdade e uma exclusão relacionadas
à formação da sociedade brasileira pautada em uma origem multicultural e
multiétnica. O judô brasileiro, segunda modalidade que mais medalhas olímpicas
trouxe ao Brasil até aqui. Das doze medalhas, apenas duas foram obtidas por
atletas com descendência nipônica. O que nos faz refletir sobre o reflexo da
formação multiétinica e multiicultural da sociedade brasileira no esporte
contemporâneo. No caso do judô, as tradições familiares fizeram-se
predominantes na permanência na modalidade. O judô é reflexo da imigração,
da transmissão da tradição, e a produção de grandes atletas olímpicos e muitos
praticantes na fase de iniciação.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/70_Anais_p345.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.