Variáveis Socioeconômicas e o Envolvimento no Lazer: Análise com a Escala de Práticas no Lazer (epl)

Por: érico Pereira Gomes Felden, e Rubian Diego Andrade.

Licere - v.21 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este estudo, de natureza quantitativa, teve como objetivo analisar as atividades vivenciadas no lazer, por meio da Escala de Práticas no Lazer (ELP), com foco nas variáveis socioeconômicas. Uma amostra composta por 885 participantes tomou parte da pesquisa exploratória. Os dados analisados descritivamente apontam que as práticas sociais e virtuais estão entre as atividades mais praticadas. Diferenças entre os gêneros foram identificadas nas atividades manuais, sociais e físico-esportivo, esta última superior entre os homens. Pessoas solteiras realizam mais atividades no lazer. Pessoas com baixo nível educacional são mais engajadas em atividades manuais, sociais e virtuais. Já sujeitos com maior escolaridade, realizam atividades artísticas e turísticas. A idade apresentou correlação negativa com as práticas, com exceção das atividades manuais. Em relação à renda, houve correlação positiva no turismo. Apesar de a literatura sugerir que o envolvimento em atividades nos diversos conteúdos culturais do lazer seja positivo, os resultados evidenciam que questões socioeconômicas são determinantes para as escolhas no lazer.

Endereço: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/10880

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.