Velocidade de Corrida no Limiar Anaeróbico em Adolescentes Masculinos

Por: Hugo Tourinho Filho.

0 páginas. 1995

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar a velocidade de corrida no limiar anaeróbico (VCL), estimada através da equação proposta por TANAKA (1986), em adolescentes do sexo masculino, praticantes de atividade física regular, classificados em diferentes níveis de maturação sexual. Para tal, os alunos do Colégio de Segundo Grau da Universidade de Passo Fundo (UPF) foram avaliados através de uma bateria de testes e medidas. Esta bateria consistiu de avaliação antropométrica onde foram medidas as variáveis estatura, peso e espessuras de dobras cutâneas (tricipital e subescapular); determinação do nível de maturação sexual através da avaliação de pêlos pubianos segundo protocolo de TANNER (1962); e predição da VCL através da realização de um teste de corrida de 40 seg. em velocidade máxima (potência anaeróbica) e um teste de corrida de 5 min. (potência aeróbica). Para a análise dos dados referentes a performance dos testes de 40 seg., 5 min. e VCL nos níveis 4 e 5 de maturação sexual observados na amostra, foi utilizado o teste "t" para a amostras independentes. Análise de regressão linear foi realizada para testar a correlação entre a idade cronológica e os resultados apresentados pelos sujeitos nos parâmetros avaliados. O nível 0,05 de probabilidade foi usado para determinar todas a significâncias estatísticas. Através da análise dos resultados obtidos, pode-se verificar que a potência aeróbica, medida através do teste de 5 min., permaneceu inalterada entre os níveis 4 e 5 de maturação sexual , entretanto, ao ser relacionada com a idade, observou-se uma diminuição significativa para cada ano a mais de idade. Com relação a potência anaeróbica e a razão-potência, ambas mostraram-se estatisticamente diferentes com um aumento progressivo seja em relação aos níveis 4 e 5 de maturação sexual, como em função da idade. Quanto a VCL, esta mostrou-se significativamente mais alta para os garotos do nível 4 quando comparados com os sujeitos classificados dentro do nível 5 de maturação sexual, o mesmo ocorrendo quando esta variável foi analisada em função da idade, onde verificou-se uma diminuição altamente significativa para cada ano a mais de idade. Através destes resultados, parece razoável sugerir que a progressão da potência anaeróbica verificada no presente estudo teve um papel relevante sobre a queda da VCL observada entre os níveis 4 e 5 de maturação sexual.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=468&listaDetalhes%5B%5D=468&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.