Ventilação Não-invasiva Por Pressão Positiva, Taquipnéia e Entubação ,endotraqueal em Idosos com Insuficiência Respiratória Aguda

Por: Sandra Lisboa.

0 páginas. 2008

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo analisou os efeitos da VNIPP na prevenção da entubação endotraqueal e na redução da taquipnéia em pacientes idosos que possuem IRpA. Os idosos com IRpA foram alocados, aleatoriamente, em dois grupos: VNIPP (GVNIPP, n=34; idade: 79,56±9,49 anos) e Terapia Padrão - folwer 45°, nebulização com broncodilatadores e aspiração traqueal quando necessário (GTP, n=28; idade: 79,68±8,63 anos). Os dados foram analisados na pré-aplicação (pré-teste) e após 1 hora de terapêutica (pós-teste). Foi considerado sucesso o grupo onde não ocorreu a entubação endotraqueal e insucesso aquele que ocorreu. Na análise dos resultados foi utilizado: estatística descritiva Shapiro-Wilk (normalidade); ANOVA 2 x 2, seguida do Post-hoc de Sheffe (variáveis contínuas), teste Kappa (avaliação interavaliadores) e os testes Qui-quadrado e a razão de chance, para avaliar o grau de associação entre as variáveis categóricas e o risco de fatores sobre as variáveis dependentes como nível de significância de p < 0,05. Os resultados revelaram: O risco da VNIPP conduzir a ventilação mecânica foi baixo (RC=0,09) em relação à TP (RC=11,6) de levar a ventilação mecânica; a análise de qui-quadrado foi estatisticamente significativa (< 0,05); em relação a freqüência respiratória (FR), os dados indicaram que houve uma redução significativa (p

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2516&listaDetalhes%5B%5D=2516&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.