Versão Brasileira do Quality Of Care Scale: Qualidade de Cuidado na Perspectiva de Pessoas com Incapacidades

Por: Juliana Bredemeier, Marcelo Pio de Almeida Fleck, Marilyn Agranonik e Tatiana Spalding Perez.

Revista de Saúde Pública - v.48 - n.4 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Analisar as evidências de validade e fidedignidade da versão para o português brasileiro da Quality of Care Scale na perspectiva de pessoas com incapacidades físicas e intelectuaiParticiparam do estudo 162 pessoas com incapacidades físicas e 156 com incapacidades intelectuais em Porto Alegre e região metropolitana, 2008. A psicometria clássica foi utilizada para analisar as duas amostras independentemente. As hipóteses para evidências de validade de critério do tipo concorrente foram avaliadas com teste de Mann-Whitney. A análise de componentes principais foi utilizada para exploração dos modelos fatoriais. Evidências de fidedignidade foram calculadas com α de Cronbach para escalas e subescalas. A fidedignidade teste-reteste para pessoas com incapacidades intelectuais foi analisada pelo coeficiente de correlação intraclasse e teste de Willcoxon.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102014000400583&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.