Viabilidade da Aplicação do Controle de Qualidade no Desenvolvimento e Melhoria Técnica do Jogador de Futebol

Por: Ubiratan Fonseca de Andrade.

1993 07/10/1993

Send to Kindle


Resumo

A tentativa de realizar esse estudo objetiva o melhor comportamento global de qualquer equipe que pratica futebol sem se basear unicamente nas táticas parcial ou global pré-determinadas pelos técnicos responsáveis pelo seu preparo e orientação. Pretendemos aperfeiçoar esta globalidade partindo das particularidades da técnica individual, por entender o que não é de nossa exclusividade que as elaborações táticas com todo seu acervo de satisfação principiam no emprego e eficiente da gama de recursos técnicos pessoais. O propósito do Controle de Qualidade é mostrar que se a habilidade técnica individual não for empregada com acerto, todo arcabouço tático estará irremediavelmente e irreversivelmente prejudicado. É por ser assim que qualquer plano tático não poderá, em hipótese alguma, dissociar-se dos seus elementos básicos, quais sejam as condições e habilidades técnicas de cada jogador que o irá executar. O outro propósito do Controle de Qualidade é defender a dignidade do trabalho humano, através da participação de consciência e responsabilidade coletiva. E ainda, o círculo da qualidade age sobre o moral da equipe e de seus colaboradores, permitindo aos dirigentes envolver seus jogadores nos seus objetivos e metas. O C.Q. estimula o pensar operário, o que significa pensar junto da força de trabalho. A partir daí surge na equipe o homem participativo, que pensa, cria, implementa soluções e se destaca no meio dos colegas. Esta motivação faz com que o jogador participe da idéia da equipe de produção com qualidade. Mostra que o jogador é o menos culpado, pela sua diferença técnica. Ele é fruto do meio ambiente. Há muito pouco de formação. Nosso jogador tem até o poder de imitar o craque que quiser, pena que não é trabalhado adequadamente. Muitas vezes pensa ser um ótimo ponta, por que se fixa no ídolo dele, mas é beque. É aí que entra o trabalho de formação, nas divisões de base onde, ao contrário, muitas vezes é entregue nas mãos de curiosos. Tudo isso poderá ser evitado se os clubes criarem em cada departamento suas Gestões de Qualidade. O objetivo do presente estudo, portanto, foi o de levantar as opiniões através dos especialistas do futebol sobre a possibilidade da aplicação do controle de qualidade no desenvolvimento da melhoria técnica do atleta do futebol, tendo como objetivo identificar e analisar os aspectos que estão influenciando na qualidade de técnica do jogador de futebol no Brasil.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=916&listaDetalhes%5B%5D=916&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.