Videogames Ativos Promovem Benefícios Cardiovasculares em Adultos Jovens - Ensaio Clínico Randomizado

Por: Aline de F. Brito, Jorge L. de Brito-gomes, Manoel da C. Costa e Raphael J. Perrier-melo.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.40 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Objetivos

Investigar o quão rápido os videogames ativos, estruturados e não estruturados, proporcionam mudanças em variáveis hemodinâmicas em adultos jovens durante uma intervenção de seis semanas.

Método

Foram randomizados 20 participantes após avaliações iniciais: videogame ativo estruturado (n = 6), videogame ativo não estruturado (n = 7) e um grupo controle (n = 7). Os participantes fizeram seu respectivo videogame ativo três vezes por semana durante seis semanas (30 minutos por sessão).

Resultados

videogame ativo estruturado em exatamente seis semanas mostrou redução da frequência cardíaca (frequência cardíaca; 14% de variação; p < 0,05). Por outro lado, não confirmou em ambas as intervenções de videogame ativo pressão arterial sistólica, porém manteve a pressão arterial diastólica durante essas seis semanas (pressão arterial sistólica não estruturada: -2% e estruturadas: 11%; pressão arterial diastólica não estruturada: 0% e estruturada: 0%; p < 0,05).

Conclusão

O programa de treinamento de seis semanas com videogame ativo reduziu o frequência cardíaca (estruturado seis semanas). Porém, de forma geral, os videogames ativos não promoveram benefícios em adultos jovens normotensos.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/pt/active-videogames-promotes-cardiovascular-benefits/articulo/S0101328915300925/

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.